Mercados

Ibovespa mantém alta em dia de apetite global por risco

Mercados acionários americanos buscam algum equilíbrio nesta quinta, e tentam amenizar as sequências de perdas semanais

Na B3, os papéis de Magazine Luiza (MGLU3), Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4) sustentavam os ganhos
26 de Maio, 2022 | 03:18 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — Enquanto os investidores lá fora tentam amenizar a sequência de perdas semanais nas bolsas dos Estados Unidos e vão às compras, o Ibovespa (IBOV) pega carona no apetite por risco e avança cerca de 1% na tarde de hoje.

As ações americanas continuavam a se recuperar dos níveis mais baixos em mais de um ano, uma vez que as perspectivas sólidas do varejo do país reforçaram a confiança na economia, apesar das pressões inflacionárias e da cadeia de suprimentos. Uma queda nas taxas de hipotecas nos EUA desde abril de 2020 também ajudou o sentimento. As ações de varejo lideraram os ganhos no S&P 500, que subiram em uma sessão de rali.

Na B3, os papéis de Magazine Luiza (MGLU3), Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4) sustentavam os ganhos em peso do principal índice da bolsa de São Paulo.

Confira o desempenho dos mercados nesta quarta-feira (25):

PUBLICIDADE
  • Por volta das 15h00 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 1,00%, aos 111.675 pontos;
  • O dólar à vista caía 1,07%, a R$ 4,78;
  • Nos EUA, os índices operavam em alta: o Dow Jones avançava 1,79%, o do S&P 500 subia 2,15%, enquanto o da Nasdaq tinha alta 2,87%;

Contexto externo

O Dow Jones recuou nas últimas oito semanas, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq estão em sete semanas de derrotas consecutivas. O mercado parece ter recuperado seu equilíbrio esta semana, no entanto, já que os investidores esperam ver um pico na inflação e buscar valor nesses níveis. O Dow registrou ganhos nas últimas quatro sessões.

Os traders também se consolaram com a ata do Federal Reserve de quarta-feira (25), que não mostrou um caminho mais agressivo sendo mapeado para combater os preços elevados, embora os bancos centrais permaneçam firmes em sua determinação de conter a inflação.

“Depois de semanas no vermelho, o mercado está tentando se recuperar em meio ao tom um pouco menos agressivo do Fed ontem e alguns pontos positivos nos ganhos do varejo”, disse Mike Loewengart, diretor administrativo de estratégia de investimento da E*Trade do Morgan Stanley (MS).

-- Com informações da Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também:

Anitta é a mais nova sócia de startup brasileira avaliada em R$ 2,2 bilhões

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE