PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cripto

EUA e aliados suspeitam de pirâmide cripto de US$ 1 bilhão

As investigações se concentraram especificamente em nova tendências de finanças descentralizadas e tokens não fungíveis, os NFTs

Grandes flutuações de preços abalaram os mercados de criptomoedas e deprimiram o valor de mercado de ativos de criptomoedas em cerca de US$ 270 bilhões, segundo estimativas
Por Laura Davison
13 de Maio, 2022 | 06:58 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Autoridades internacionais identificaram mais de 50 pistas de possíveis crimes fiscais envolvendo ativos digitais que podem levar a investigações oficiais nas próximas semanas, incluindo um possível esquema de pirâmide financeira de US$ 1 bilhão.

As principais autoridades em crimes fiscais e financeiros do Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Holanda, um grupo conhecido como J5, se reuniram em Londres nesta semana para compartilhar inteligência e dados para identificar fontes de atividade transfronteiriça ilegal com criptomoedas. Eles se concentraram especificamente em nova tendências de finanças descentralizadas e tokens não fungíveis, ou NFTs.

PUBLICIDADE

“Algumas dessas pistas de que estou falando envolvem indivíduos com transações de NFTs significativas em torno de possíveis crimes fiscais ou financeiros em nossas jurisdições”, disse Jim Lee, chefe de investigações criminais do Internal Revenue Service, a Receita Federal americana, a repórteres na sexta-feira. Uma das pistas “parece ser uma pirâmide financeira de US$ 1 bilhão - bilhão com um B - e essa pista também atinge todos os países do J5.”

A iniciativa destaca o crescente escrutínio de riscos, fraudes e má conduta no setor de criptomoedas. A secretária do Tesouro americano Janet Yellen disse a congressistas na quinta-feira (12) que o colapso da stablecoin TerraUSD destacou a necessidade de novos regulamentos.

‘Alvos Significativos’

As autoridades fiscais do J5, como é chamado o grupo Joint Chiefs of Global Tax Enforcement, também identificaram pistas envolvendo bolsas descentralizadas e empresas de tecnologia financeira, disse Lee. Pode haver anúncios sobre “alvos significativos” ainda este mês, acrescentou.

PUBLICIDADE

As autoridades não quiseram dar mais detalhes sobre as pistas, que ainda não se tornaram investigações ativas nem envolvem quaisquer acusações oficiais.

A identificação de crimes em potencial marca mais uma má notícia em uma semana tumultuada para ativos digitais. Grandes flutuações de preços abalaram os mercados de criptomoedas e deprimiram o valor de mercado de ativos de criptomoedas em cerca de US$ 270 bilhões, segundo algumas estimativas.

A facilidade com que as transações cripto podem facilmente cruzar fronteiras internacionais exigiu uma colaboração mais próxima entre países que lutam para acompanhar as rápidas mudanças tecnológicas nos últimos anos. O IRS tornou as criptomoedas uma de suas principais prioridades, tanto dentro dos EUA quanto fora.

“Os NFTs são uma das novas formas digitais modernas de lavagem de dinheiro baseadas em trading”, disse Niels Obbink, do Serviço Holandês de Informação e Investigação Fiscal, a repórteres. “E como há – comparando com setores clássicos mais conhecidos – menos controle e menos supervisão e uma regulamentação limitada que o torna vulnerável a fraudes, deve ter nossa atenção.”

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE

EXCLUSIVO: Procuradoria apura se apps usam acordos trabalhistas para distorcer jurisprudência

Apple testa iPhone com carregador USB para atender lei da UE

Últimas Brasilcripto
PUBLICIDADE