PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Musk busca mais capital para poupar Tesla em compra do Twitter

Bancos que assessoram Musk começaram a sondar investidores para levantar até US$ 6 bi em troca de capital preferencial no Twitter, conforme fontes

Capital preferencial pode ter um vencimento de 20 anos e incluir um recurso que permite o pagamento de juros em espécie a uma taxa de 14%, disseram fontes
Por Gillian Tan
12 de Maio, 2022 | 03:13 pm
Tempo de leitura: 2 minutos
Últimascotações

Bloomberg — Elon Musk busca levantar capital suficiente para sua compra do Twitter (TWTR) para não precisar de um empréstimo de US$ 6,25 bilhões vinculado às suas ações da Tesla (TSLA), segundo pessoas com conhecimento do assunto.

Os bancos que assessoram o bilionário, liderados pelo Morgan Stanley (MS), começaram a sondar o interesse de potenciais investidores para levantar até US$ 6 bilhões em troca de capital preferencial no Twitter, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas.

Musk originalmente havia garantido um empréstimo de US$ 12,5 bilhões, mas o valor foi reduzido pela metade após ele revelar na semana passada que assegurou US$ 7,1 bilhões em compromissos de investidores, incluindo Larry Ellison, Sequoia Capital, Qatar Holding e o príncipe saudita Alwaleed bin Talal, com este último se comprometendo a manter sua participação no Twitter. Desde então, ele recebeu compromissos de mais US$ 1 bilhão e está em negociações para mais, disse uma das pessoas.

Eliminar o empréstimo reduziria o risco de compra tanto para Musk quanto para seus credores.

PUBLICIDADE

Isso também aliviaria a pressão sobre as ações da Tesla, que caíram mais de 25% desde que o CEO da empresa anunciou seu desejo de comprar o Twitter, alimentando preocupações entre investidores de que ele pode reduzir ainda mais sua participação na fabricante de veículos elétricos.

O capital preferencial pode ter um vencimento de 20 anos e incluir um recurso que permite o pagamento de juros em espécie a uma taxa de 14%, disseram as pessoas. Essa taxa de juros seria aumentada em 0,75 ponto percentual no sétimo, oitavo e nono ano, acrescentaram. O financiamento pode também ser estruturado com juros de 10% e opções, disse uma das fontes.

Os termos e o tamanho do financiamento não estão finalizados e podem mudar.

Um representante de Musk não respondeu a pedidos de comentários pela Bloomberg News. Um representante do Morgan Stanley não quis comentar.

PUBLICIDADE

Investidores como Apollo Global Management e Sixth Street já discutem participar do financiamento preferencial, informou a Bloomberg News no início desta semana.

Musk é a pessoa mais rica do mundo, com patrimônio líquido de US$ 216,2 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index, embora grande parte dessa fortuna seja ilíquida.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Surge o 2º unicórnio da América Latina em uma semana, em meio ao sell-off nos EUA

Verdadeiro ou falso: Colapso das cripto é um risco real para El Salvador?