PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Cinco coisas que você precisa saber para começar o dia

Veja os assuntos que devem marcar o sentimento dos mercados ao redor do mundo nesta quinta-feira (5)

O petróleo avançou antes de uma reunião da Opep+ sobre estratégia de fornecimento
Por Eddie van der Walt
05 de Maio, 2022 | 08:26 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O Fed está combatendo a inflação, a Europa está estagnada e o Reino Unido quer diversificar para longe do petróleo russo.

1. Luta contra a inflação

O Federal Reserve elevou as taxas de juros em 50 pontos-base pela primeira vez desde 2000 e disse que medidas semelhantes estão sendo consideradas para junho e julho. No entanto, o presidente Jerome Powell se opôs a um aumento maior de 75 pontos base. As ações reagiram positivamente a esta declaração e registraram a maior alta no dia de uma reunião do Fed em uma década.

2. Europa estagnada

Fabio Panetta, membro do Comitê Executivo do Banco Central Europeu, disse que a Zona do Euro enfrenta mais “custos altos” à medida que os formuladores de políticas lutam contra a inflação recorde. Na advertência mais dura do BCE sobre os danos que a guerra está causando na Ucrânia, Panetta disse ao jornal italiano La Stampa que a economia da região está “de fato estagnada”. Isso ocorre quando os pedidos às fábricas alemãs caíram mais do que o previsto em março e a economia enfrenta incertezas sobre o fornecimento de energia russo.

3. Petróleo russo

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, se reunirá com seu colega japonês Fumio Kishida em Londres, onde eles devem discutir um plano para apoiar as nações asiáticas na busca de suprimentos de energia para diversificar o petróleo e o gás russos. A UE planeja proibir o petróleo russo nos próximos seis meses e os combustíveis refinados até o final do ano para aumentar a pressão sobre Vladimir Putin por sua invasão da Ucrânia. O petróleo avançou antes de uma reunião da Opep+ sobre estratégia de fornecimento, prolongando um rali desencadeado pelo plano da União Europeia de banir gradualmente o petróleo russo.

PUBLICIDADE

4. Futuros de ações caem

Os futuros de ações dos EUA devolveram alguns dos ganhos pós-Fed. Os futuros do S&P 500 caíaam 0,6% e os contratos do Nasdaq 100 recuavam 0,7% às 7h35, horário de Brasília. Na Europa, os índices de ações reduziram seus ganhos após uma impressionante alta. O Stoxx 600 subiu 1%, liderado pelos setores de tecnologia, imobiliário e recursos básicos. As companhias de seguros tiveram desempenho inferior a outros setores. Os rendimentos do Tesouro de 10 anos avançaram dois pontos base, caindo abaixo de 3%. O dólar recuperava parte de suas perdas.

5. Também hoje...

Os dados econômicos de hoje concentram-se na divulgação semanal dos pedidos de seguro-desemprego dos EUA, às 9h30. Enquanto isso, o Banco de Inglaterra elevou a taxa de juros em 25 pontos base para 1%; O governador Andrew Bailey falará em uma entrevista coletiva às 8h30. No campo da energia, a Opep+ realiza a reunião regular em formato virtual.