Green

Parque solar da Suécia é suspenso por riscos à produção de alimentos

Condado de Skane decidiu que os painéis solares planejados limitariam o uso agrícola da terra

“Nosso julgamento é que a produção de alimentos é mais prioritária que a energia neste caso”
Por Jesper Starn
04 de Maio, 2022 | 07:54 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os planos para o maior parque solar da Suécia foram colocados em cheque depois que um condado local rejeitou o pedido, alegando que a terra seria melhor usada para ajudar a manter o suprimento de alimentos do país.

A European Energy, de propriedade privada, esperava construir um local de 168 megawatts em uma área de pastagem em Svedberga, no sul da Suécia. Mas o Conselho Administrativo do Condado de Skane decidiu que os painéis solares planejados limitariam o uso agrícola da terra.

“Nosso julgamento é que a produção de alimentos é mais prioritária que a energia neste caso”, disse Helena Holmgren, que administra a unidade responsável pela implementação, em comunicado.

A European Energy, com sede na Dinamarca, agora planeja apelar da decisão no tribunal ambiental da Suécia, disse Ted Bergdahl, porta-voz da empresa, por telefone. A empresa “acredita que a energia solar produzida em larga escala é necessária para atingir as metas climáticas nacionais”, afirmou em um comunicado separado.

PUBLICIDADE

Embora os países nórdicos já tenham visto seu quinhão de conflitos decorrentes de desenvolvimentos de energia renovável - incluindo em vários momentos objeções de militares, proprietários de casas e até pastores de renas - essas disputas se concentraram principalmente em turbinas eólicas de 150 metros de altura, painéis solares não silenciosos e relativamente planos.

Mas com os preços dos alimentos em alta em meio à guerra na Ucrânia, um dos maiores exportadores de grãos do mundo, os riscos em torno do suprimento nacional de alimentos devem aparecer com maior destaque quando as licenças locais estiverem em discussão.

“Skane tem uma grande responsabilidade pelo abastecimento nacional de alimentos”, disse Holmgren.

– Esta notícia foi traduzida por Marcelle Castro, Localization Specialist da Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Últimas BrasilESGEnergías Verdes
PUBLICIDADE