Saúde

Pequim endurece luta contra vírus para evitar destino de Xangai

Experiência do centro financeiro é um alerta para as autoridades de Pequim que buscam manter a estratégia Covid Zero

Um homem é testado para Covid-19 em Pequim em 1º de maio
Por Bloomberg News
03 de Maio, 2022 | 10:05 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A capital chinesa implementa medidas cada vez mais duras para conter seu surto incipiente de covid-19, desde testes repetidos da maioria dos moradores até bloqueio do acesso a locais públicos sem um resultado negativo, na tentativa de evitar o caos visto em Xangai.

Pequim lançou uma proibição de comer em restaurantes durante o feriado de 1º de maio, que vai até quarta-feira (4), condicionou a entrada em lugares como parques e monumentos a um teste negativo e fechou academias. Autoridades na terça-feira (2) pediram a moradores que não saiam da cidade desnecessariamente, e apenas pessoas com códigos verdes de saúde e que receberam um teste negativo em 48 horas podem sair.

Residentes em áreas consideradas de médio ou alto risco, aqueles que vivem em áreas controladas e pessoas em cidades ou vilarejos com uma ou mais infecções não podem sair da cidade, disseram autoridades em um briefing. As escolas suspenderão as aulas presenciais entre 5 e 11 de maio e se preparam para aprendizado online.

As autoridades também fecharam prédios de apartamentos - forçando alguns moradores a ficarem em suas casas, sem permissão para fazer compras ou exercícios - e ordenaram outras três rodadas de testes em massa para conter um surto que atingiu 62 novos casos segunda-feira, de acordo com o canal estatal CCTV, contra 41 no domingo.

PUBLICIDADE

Em Xangai, as novas infecções caíram de 7.333 para 5.669. A experiência do centro financeiro é um alerta para as autoridades de Pequim que buscam manter a estratégia Covid Zero, uma abordagem que deixa o país cada vez mais isolado à medida que o resto do mundo se abre.

Pequim nunca entrou em lockdown em nenhum momento da pandemia, e as autoridades estão cientes da mensagem que isso enviaria se a cidade fosse forçada a restringir os movimentos das pessoas. Para evitar o destino de Xangai – que está fechada há mais de um mês – as autoridades adotam medidas mais duras mais cedo.

Moradores dos principais distritos de Pequim já passaram por várias rodadas de testes em massa, com o objetivo de erradicar cadeias de transmissão e casos desconhecidos antes que se tornem sintomáticos.

As restrições crescentes deixaram locais que geralmente ficam movimentados durante feriados desertos. No fim de semana, muitas pessoas foram afastadas dos parques no centro de Pequim depois de não apresentarem evidências de um teste negativo, uma exigência imposta com apenas um dia de antecedência.

PUBLICIDADE

Alguns restaurantes montaram mesas em suas portas para servir comida para viagem depois que comer dentro foi proibido. Um café colocou bancos do lado de fora para permitir que as pessoas tomassem uma bebida à sombra das árvores, mas a polícia chegou mais tarde e dispersou a multidão.

Pequim impõe mais restrições e testes para conter infecçõesdfd

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

As ações preferidas de analistas de 14 corretoras para comprar em maio

PUBLICIDADE