PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Vale lança programa de recompra massivo em meio a ganhos inesperados com ferro

Segunda maior produtora de minério de ferro do mundo disse na quarta-feira (27) que comprará até 500 milhões de ações

As ações subiam 2,3% perto das 13h43, horário de Brasília
Por Mariana Durão e Vinícius Andrade
28 de Abril, 2022 | 02:37 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — A Vale (VALE3) divulgou o maior programa de recompra de ações da história, enquanto a gigante brasileira de minério de ferro e níquel recompensa acionistas preocupados com a diminuição da demanda chinesa.

A segunda maior produtora de minério de ferro do mundo disse na quarta-feira (27) que comprará até 500 milhões de ações - cerca de 10% do total em circulação - em 18 meses. Com base no preço de fechamento de quarta isso implica um valor de 41,1 bilhões de reais (US$ 8,3 bilhões).

“Esse é um sinal claro de que a Vale acredita que suas ações estão sendo negociadas em níveis bastante baratos”, disse Christian Keleti, presidente-executivo e gerente de portfólio da Alpha Key Capital Management em São Paulo. “É um programa enorme.”

O presidente-executivo Eduardo Bartolomeo disse aos investidores nesta quinta, em uma teleconferência, que não vê conflito entre a Vale ser uma “vaca leiteira” – incluindo o pagamento de dividendos extraordinários mais o programa de recompra – e ter planos de crescimento em minério de ferro, níquel e cobre. “Nós não compramos a história de que o minério de ferro é um negócio maduro e moribundo. A Vale é um negócio de minério de ferro classe 1 em crescimento.”.

PUBLICIDADE

A gigante da mineração brasileira e seus pares foram ajudados pela recuperação econômica global, mas estão começando a enfrentar ventos contrários na forma de preços crescentes de energia e suprimentos de minas, como explosivos. Ao mesmo tempo, os lockdwons da covid na China, o principal país consumidor, estão começando a consumir a demanda da fabricação e da construção.

O otimismo sobre a recompra foi moderado depois que os reguladores dos EUA acusaram a Vale de enganar os investidores. As ações subiam 2,3% perto das 13h43, horário de Brasília.

A Vale fez falsas alegações sobre segurança antes do rompimento de sua barragem de Brumadinho, em janeiro de 2019, que matou 270 pessoas, disse a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA em comunicado na quinta-feira. A empresa disse falsamente aos investidores que a empresa aderiu às “práticas internacionais mais rígidas”, apesar de saber que a barragem não atendia aos padrões internacionais, segundo o regulador.

“Discordamos fortemente e contestaremos as alegações da SEC”, disse o CFO da Vale, Gustavo Pimenta, na teleconferência.

PUBLICIDADE

A recompra ofuscou os lucros do primeiro trimestre que ficaram para trás um ano antes. Os lucros foram prejudicados por volumes de vendas mais baixos, apesar de uma sorte inesperada de entregas de minério de alta qualidade para siderúrgicas que buscam limitar as emissões. A mineradora do Rio de Janeiro produziu menos minério de ferro do que o esperado em meio a atrasos no licenciamento e chuvas mais fortes que o normal, com vendas atrasadas na produção. Ainda assim, seu lucro líquido foi de US$ 4,46 bilhões, superando a estimativa média de US$ 4,1 bilhões dos analistas.

A produtora brasileira de minério de ferro ainda vê um mercado de oferta e demanda apertado para o ingrediente siderúrgico, com sinais que sustentam a demanda downstream vinda da China. A Vale vê a invasão da Ucrânia aumentando o prêmio para pelotas de minério de ferro - matéria-prima para altos-fornos - já que o país e a Rússia juntos respondem por cerca de 30% do mercado global de 120 milhões de toneladas. Enquanto os prêmios do segundo trimestre foram liquidados antes do conflito, a Vale prevê o potencial de preços mais altos no próximo trimestre.

A produção de níquel e cobre caiu no trimestre em meio a manutenções não planejadas no Brasil e um desempenho mais fraco na Indonésia. No relatório de quarta-feira, a Vale disse que mantém uma perspectiva de longo prazo muito positiva para o níquel, impulsionada pela forte demanda no setor de veículos elétricos. Os ganhos em níquel aumentaram em meio ao grande salto nos preços, que foi parcialmente compensado pelas perdas de hedge.

A mineradora disse que continua monitorando os impactos da guerra na Ucrânia e as sanções resultantes à Rússia, bem como os rígidos lockdowns do covid-19 na China, que estão “tendo vários impactos nos mercados de níquel a montante e a jusante”.

Leia também

XP: Inflação é inimiga comum na América Latina e permanecerá elevada por mais tempo

Quem são os homens mais ricos da Ásia que devem competir com Netflix e Amazon