PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Twitter bloqueia mudanças na rede social depois de concordar com oferta de Musk

Mudanças estarão suspensas até sexta (29) e exigirão a aprovação de um vice-presidente, segundo pessoas familiarizadas com o assunto

The Twitter Inc. logo is displayed on the screen of an Apple Inc. iPhone 6s in this arranged photograph taken in New York, U.S., on Tuesday, Feb. 9, 2016. Photographer: Michael Nagle
Por Kurt Wagner e Ed Ludlow
25 de Abril, 2022 | 06:46 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Twitter (TWTR) bloqueou mudanças em sua plataforma de rede social até sexta-feira (29) depois de aceitar uma oferta de US$ 44 bilhões do bilionário Elon Musk, tornando mais difícil para os funcionários fazerem mudanças não autorizadas, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

Por enquanto, o Twitter não permitirá atualizações de produtos, a menos que sejam críticas para os negócios, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque a situação é privada. A empresa aceitou uma oferta de US$ 54,20 por ação de Musk após um namoro relâmpago que começou com o magnata da Tesla (TSLA) divulgando uma participação de 9% no Twitter no início deste mês.

PUBLICIDADE

Mudanças no produto exigirão a aprovação de um vice-presidente, disseram as pessoas. O Twitter impôs a proibição temporária para impedir que funcionários que possam estar ofendidos com o acordo “se tornem desonestos”, de acordo com uma das pessoas.

A medida ressalta a estrada acidentada do Twitter à medida que passa de uma empresa de capital aberto para uma empresa privada de propriedade do controverso bilionário. Muitos dos funcionários da empresa ficaram agitados com a ideia de Musk assumir o comando e quais mudanças podem vir.

Musk, 50, é um tweeter prolífico e compartilhou muitas ideias para a plataforma, incluindo desde adicionar um botão de edição até transformar a sede do Twitter, em São Francisco, em um abrigo para sem-teto.

PUBLICIDADE

O Twitter já havia instituído congelamentos em seu código antes de eventos importantes, como o Super Bowl, para garantir a continuidade da plataforma e evitar erros.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

Conheça as brasileiras entre as 50 Mulheres de Impacto da América Latina em 2022