PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Nasdaq sobe mais de 2% com avanço de big tech

Os títulos do Tesouro retomaram sua queda, com o rendimento de referência de 10 anos subindo 10 pontos base para 2,39%

Mercados
Por Isabelle Lee and Peyton Forte
24 de Março, 2022 | 05:15 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — As ações dos EUA subiram para as máximas do dia, com os investidores avaliando a resiliência da recuperação econômica contra as ameaças de aumento das taxas, inflação e o impacto da guerra na Ucrânia.

O S&P 500 (SPX) avançou, com todos exceto um dos 11 principais grupos setoriais, subindo. O Nasdaq 100 (NDX), referência em tecnologia, ganhou mais entre os principais benchmarks, subindo 2,2%. Os títulos do Tesouro retomaram sua queda, com o rendimento de referência de 10 anos subindo até 10 pontos base para 2,39%. O petróleo caiu mais de 3% em Nova York, enquanto o Bitcoin subiu para o maior patamar em três semanas.

PUBLICIDADE

Embora os títulos tenham sofrido perdas sem precedentes em todo o mundo, as ações subiram para níveis vistos antes do início da guerra na Ucrânia. Os dados divulgados na quinta-feira mostraram que os pedidos de seguro-desemprego dos EUA caíram na semana passada para o menor nível desde 1969, já que a demanda por mão de obra excede em muito a oferta e a inflação elevada mantém o incentivo ao trabalho alto.

Os investidores estão saindo dos títulos enquanto autoridades do Federal Reserve alertam que aumentos mais acentuados das taxas podem ser necessários para conter a inflação mais alta em quatro décadas. O presidente do Fed, Jerome Powell, colocou explicitamente um aumento de meio ponto na mesa em maio, se necessário, dizendo que a economia é forte o suficiente para suportar custos de empréstimos mais altos.

“Sempre soubemos que as taxas subiriam, e a principal questão ou preocupação é o que acontece com o crescimento”, disse Chris Gaffney, presidente de mercados mundiais do TIAA Bank, por telefone. “Powell continuou dizendo que acredita que a economia dos EUA é forte o suficiente para suportar taxas mais altas e agora teremos a chance de ver. A guerra na Ucrânia certamente elevou os preços das commodities – o quanto isso afetará os gastos do consumidor” continua sendo uma grande questão. “Até agora, não parece que isso os desacelerou muito.”

PUBLICIDADE

De acordo com a Pimco, o ciclo de aperto pode terminar com o Fed elevando sua taxa básica para 2,75% até o final de 2023 - apesar dos sinais de angústia do mercado de títulos. O presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, disse na quinta-feira que está “confortável” com o aumento das taxas em incrementos de um quarto de ponto, enquanto está “aberto” a um movimento de 50 pontos-base, se necessário. O banco central dos EUA elevou a taxa de referência em um quarto de ponto para 0,5% na semana passada, o primeiro aumento desde 2018.

O petróleo caiu, com os futuros em Nova York sendo negociados perto de US$ 113 o barril em uma sessão agitada, com os traders avaliando o impacto do aumento dos custos de negociação nas principais bolsas. Os preços das commodities tiveram altas erráticas em meio a pressões de oferta e sanções, já que os ataques da Rússia à Ucrânia não mostram sinais de diminuição.

Os EUA anunciaram um novo pacote de sanções às elites russas, legisladores e empresas de defesa destinadas a aumentar a pressão sobre Moscou pela invasão à Ucrânia.

“Já passou um mês desde o início da invasão russa da Ucrânia e, sem dúvida, continua sendo a história em andamento mais significativa nos mercados”, escreveram estrategistas do Deutsche Bank (DB) liderados por Henry Allen. e Jim Reid.

PUBLICIDADE

As ações russas subiram mais de 4% depois que a Moscow Exchange retomou as negociações de 33 das 50 ações listadas no benchmark. A intervenção do governo russo no mercado de ações ajudou a elevar as ações no primeiro dia de negociação desde 28 de fevereiro.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

PUBLICIDADE

Ações

  • O índice S&P 500 (SPX) terminou com alta de 1,4%;
  • O Nasdaq 100 (NDX) subiu 2,2%;
  • O índice Dow Jones Industrial Average (INDU) subiu 1%;
  • O MSCI World tinha alta de 0,8%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) subiu 0,1%;
  • O iene japonês (JPY) caiu 0,9% para 122,32;
  • O euro (EUR) operava estável a US$ 1,099;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subiu sete pontos básicos para 2,36%;
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha subiu sete pontos básicos para 0,53%;
  • O rendimento de 10 anos do Reino Unido subia dois pontos básicos para 1,65%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) caiu 3% para US$ 111,45 o barril;
  • O ouro subiu 1,3% para US$ 1.967,30 a onça.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também