PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Wall Street recua e mercado de títulos busca estabilidade

Os rendimentos dos Treasuries de 10 anos caíram para cerca de 2,36%, depois de atingir níveis nunca vistos desde meados de 2019

Wall Street recua e mercado de títulos busca estabilidade
Por Cecile Gutscher
23 de Março, 2022 | 11:12 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As ações globais caíram nesta quarta-feira com o mercado de títulos se estabilizando após uma queda sem precedentes.

As ações europeias interromperam os ganhos após sua maior sequência de alta desde novembro, enquanto o S&P 500 (SPX) abriu em baixa após recuperar metade de suas perdas desde janeiro. Os rendimentos dos Treasuries de 10 anos caíram para cerca de 2,36%, depois de atingir níveis nunca vistos desde meados de 2019.

PUBLICIDADE

O mercado de títulos sofre com a pressão aos bancos centrais por iniciativas mais duras para conter a inflação, já que os investidores mantêm ações como proteção contra a inflação, estimulando o S&P 500 a subir em cinco das últimas seis sessões.

“Estamos otimistas para as ações este ano”, disse Seema Shah, estrategista-chefe da Principal Global Investors, à Bloomberg Television. Embora o mercado possa ser desafiado em 2023 e os riscos de recessão estejam aumentando, “ainda achamos que a economia dos EUA está com fundamentos muito bons”, disse ela.

Os investidores fugiram dos títulos, já que o Fed promete taxas mais altas para domar a inflação e a guerra na Urânia eleva os preços das commodities em 26% este ano.

PUBLICIDADE

O petróleo subiu nesta quarta-feira com o risco de novas restrições à Rússia, um dos maiores produtores de petróleo. O West Texas Intermediate (WTI) superou US$ 110 por barril, enquanto os futuros de Brent subiram para US$ 120 por barril. O presidente Joe Biden e aliados, reunidos na quinta-feira em Bruxelas, devem anunciar novas sanções contra a Rússia.

Os traders de derivativos estão preparados para um ciclo de aumento de taxas mais acentuado depois que o presidente do Fed, Jerome Powell, colocou explicitamente uma alta de meio ponto na mesa em maio, se necessário.

Sua opinião é que a economia é forte o suficiente para suportar custos de empréstimos mais altos, um sentimento ecoado por membros considerados mais dovish e hawkish do Fed.

No entanto, as preocupações com o crescimento estão perturbando os mercados à medida que a guerra se alastra na Ucrânia e os consumidores arcam com o aumento do custo de vida.

A Rússia reiniciará negociações na quinta-feira com algumas ações locais, encerrando a longa paralisação do mercado do país após a invasão da Ucrânia e das sanções subsequentes. A Bolsa de Moscou retomará a negociação de 33 ações russas, incluindo algumas das maiores empresas, como Gazprom PJSC e Sberbank PJSC.

Aqui estão alguns eventos importantes desta semana:

PUBLICIDADE
  • Relatório de estoques de petróleo bruto da EIA, quarta-feira;
  • O presidente do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, e o presidente do Fed, Powell, falam no painel do BIS, quarta-feira;
  • “Declaração de Primavera” do chanceler do Reino Unido Rishi Sunak sobre o orçamento, quarta-feira;
  • O presidente dos EUA, Joe Biden, participa da cúpula de emergência da Otan em Bruxelas, na quinta-feira;
  • PMIs Markit da Zona Euro, quinta-feira;
  • Pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA, bens duráveis nos EUA, quinta-feira;

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O índice S&P 500 (SPX) tinha baixa de 0,8% às 10h05 em Nova York (11h05 em Brasília);
  • O Nasdaq 100 (NDX) caía 0,9%;
  • O índice Dow Jones Industrial Average (INDU) recuava 0,7%;
  • O MSCI World operava tinha baixa de 0,3%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) subia 0,3%;
  • O iene japonês (JPY) caía para 120,68;
  • O euro (EUR) recuava 0,5% em US$ 1,0978;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos recuava três pontos básicos para 2,35%;
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha caía dois pontos básicos para 0,49%;
  • O rendimento de 10 anos do Reino Unido caía sete pontos básicos para 1,64%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subia 4,2% para US$ 113,88 o barril;
  • O ouro subia 0,6% para US$ 1.938 a onça.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE