PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Empresa que desencalhou Ever Given em Suez é escalada para nova missão

Desta vez, navio está encalhado na costa dos EUA e felizmente não deve afetar o comércio global

Incidente ocorreu no domingo (13)
Por Augusta Saraiva e Cindy Wang
18 de Março, 2022 | 12:59 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Evergreen Marine contratou a empresa que liberou o navio porta-contêineres gigante Ever Given no ano passado, quando este encalhou por quase uma semana, interrompendo o comércio global por meses, para fazer o mesmo com seu navio encalhado perto da capital dos Estados Unidos.

A transportadora taiwanesa se juntou à Donjon-Smit para libertar o Ever Forward, o navio que está encalhado na baía de Chesapeake, perto de Baltimore, desde a noite de domingo (13), disse a Evergreen em comunicado por e-mail na sexta-feira (18). A empresa salvadora é uma joint venture entre a Donjon Marine e a Smit Salvage Americas, subsidiária da empresa com sede na Holanda responsável por encerrar a saga de seis dias no Canal de Suez em março passado. A empresa também foi contratada para ajudar com a embarcação que pegou fogo transportando cerca de 4 mil carros de luxo na Europa no mês passado.

PUBLICIDADE

A equipe da Donjon-Smit trabalha com arquitetos navais, mergulhadores e da Guarda Costeira dos EUA para liberar o navio, disse o diretor executivo da Maryland Port Administration William P. Doyle na quinta-feira (17) no Twitter. Não houve vazamento de combustível, ferimentos ou danos aparentes à embarcação, e o comércio está entrando e saindo de Baltimore ininterruptamente, acrescentou Doyle.

Especialistas no local avaliam a condição de aterramento da embarcação, o peso da carga a bordo e a amplitude das marés em seu local como parte de seus esforços para elaborar um plano de reflutuação, disse o comunicado da Evergreen.

O navio com bandeira de Hong Kong encalhou depois de partir do Terminal Marítimo Seagirt localizado no Porto de Baltimore e não se moveu desde então, de acordo com dados de mapeamento compilados pela Bloomberg. A embarcação de 334 metros (1.096 pés) está prevista para atracar no terminal internacional Virginia em 23 de março.

PUBLICIDADE

Nathan Strang, diretor de gerenciamento de rotas comerciais oceânicas da empresa de logística Flexport, disse que o cronograma provavelmente é “otimista”, porque o Ever Forward está “muito bem preso” em comparação com seu navio irmão, que só teve sua proa presa.

No entanto, a embarcação não está bloqueando o tráfego no momento e pode causar “aborrecimento e frustração”, mas é improvável que interrompa o comércio global da mesma forma que o Ever Given há um ano, disse Strang.

A Donjon-Smit não quis comentar.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também