PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil

URGENTE: Produção industrial recua 2,4% em janeiro, abaixo do patamar pré-pandemia

Resultado da indústria ficou 3,5% abaixo do patamar de fevereiro de 2020, informou o IBGE nesta quarta-feira (9)

Produção industrial
09 de Março, 2022 | 09:04 am
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg Línea — A produção industrial brasileira recuou 2,4% em janeiro na comparação mensal, eliminando parte do avanço de 2,9% registrado em dezembro de 2021. Com isso, a indústria se encontra 3,5% abaixo do patamar de antes do início da pandemia, em fevereiro de 2020, e 19,8% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja mais: Brasil deve deter inflação e EUA ter cautela, diz mentor do BRIC

PUBLICIDADE
  • Na comparação anual, a queda foi de 7,2%, informou o instituto
  • Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, em nota, o recuo no início do ano pode estar relacionado a férias coletivas e paralisações

Setores afetados pela cadeia de produção

Ele também destaca que a indústria vem sendo afetada pela desarticulação das cadeias produtivas por conta da pandemia, com encarecimento dos custos de produção e dificuldade para obtenção de insumos e matéria-prima.

“Além disso, os juros e a inflação em elevação, juntamente com um número ainda elevado de trabalhadores fora do mercado de trabalho, ajudam a explicar o comportamento negativo da indústria”

André Macedo, gerente de pesquisa do IBGE

Na comparação com dezembro de 2021, 20 das 26 atividades industriais pesquisadas apontaram recuo na produção. Frente a janeiro de 2021, 18 registraram queda.

  • Entre as atividades, as influências negativas mais importantes na passagem de dezembro de 2021 para janeiro de 2022 foram veículos automotores, reboques e carrocerias (-17,4%) e indústrias extrativas (-5,2%), após acumularem expansão de 18,2% e de 6,0% nos dois últimos meses de 2021, respectivamente

Leia também

Pix Crédito vai substituir o cartão tradicional? Tire 10 dúvidas

Ana Siedschlag

Ana Carolina Siedschlag

Editora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero e especializada em finanças e investimentos. Passou pelas redações da Forbes Brasil, Bloomberg Brasil e Investing.com.

PUBLICIDADE