PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Biden e Zelenskiy pedem à Rússia que interrompa atividade perto de usina

Presidente dos EUA também conversou com o subsecretário para segurança nuclear, pedindo uma atualização sobre a situação na usina

Presidente Joe Biden pede que bombeiros consigam chegar ao local
Por Bloomberg News
03 de Março, 2022 | 11:49 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O presidente dos EUA, Joe Biden, e presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, pediram que a Rússia “cesse suas atividades militares na área e que permita que bombeiros e equipes de emergência cheguem ao local”, de acordo com a leitura da ligação entre os líderes da Casa Branca.

Biden também conversou com o subsecretário do DOE para segurança nuclear, pedindo uma atualização sobre a situação na usina.

A Casa Branca informou que Biden continuará a ser informado regularmente sobre o caso.

A usina nuclear de Zaporizhzhia, considerada a maior da Europa, foi atacada pelas forças russas. A usina pegou fogo depois que as tropas russas começaram a bombardear o local na sexta-feira, levantando preocupações sobre a segurança da instalação.

PUBLICIDADE

A usina de Zaporizhzhia, na cidade ucraniana de Enerhodar, abriga seis reatores de 950 megawatts projetados pelos soviéticos, construídos entre 1984 e 1995, com capacidade de 5,7 gigawatts, o suficiente para abastecer mais de 4 milhões de residências. A usina responde por cerca de 20% da eletricidade do país, de acordo com seu site.

A unidade 1 do local foi atingida e a planta está sofrendo um incêndio como resultado de bombardeios das forças russas, disse um oficial não identificado em vídeos postados na página do Facebook da instalação. Os bombeiros não podem chegar à usina, disse esse post.

Mais cedo, a Agência Internacional de Energia Atômica confirmou que os militares russos estavam lutando do lado de fora dos portões da maior usina nuclear da Europa e da Ucrânia.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também