PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

EUA proíbem transações com o banco central russo

EUA também anunciaram novas penalidades para um importante fundo soberano russo, o Russian Direct Investment Fund

Anúncios marcaram o mais recente golpe no ataque financeiro do Ocidente contra a Rússia após a invasão da Ucrânia por Putin
Por Jordan Fabian e Josh Wingrove
28 de Fevereiro, 2022 | 09:50 am
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg — O governo do presidente Joe Biden proibiu nesta segunda-feira pessoas e empresas dos Estados Unidos de fazer negócios com o Banco da Rússia, o Fundo Nacional de Riqueza da Rússia e o Ministério das Finanças.

As medidas do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Tesouro dos EUA imobilizarão efetivamente quaisquer ativos do banco central russo mantidos nos EUA ou por cidadãos dos EUA, de acordo com um comunicado do Departamento do Tesouro.

PUBLICIDADE

Os EUA também anunciaram novas penalidades para um importante fundo soberano russo, o Russian Direct Investment Fund, e seu CEO, Kirill Aleksandrovich Dmitriev, um aliado próximo do presidente russo Vladimir Putin.

Os anúncios marcaram o mais recente golpe no ataque financeiro do Ocidente contra a Rússia após a invasão da Ucrânia por Putin.

A ação sem precedentes que estamos tomando hoje limitará significativamente a capacidade da Rússia de usar ativos para financiar suas atividades desestabilizadoras e direcionar os fundos de que Putin e seu círculo íntimo dependem para permitir sua invasão da Ucrânia”, disse a secretária do Tesouro, Janet Yellen, em comunicado.

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE