PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Finanças pessoais

Vale: Como será o pagamento de US$ 3,5 bi de dividendo em março?

Mineradora ainda vai divulgar valor final da remuneração ao acionista, mas já divulgou preço de referência

Vale ainda vai divulgar o valor final do dividendo a ser pago aos acionistas em março
25 de Fevereiro, 2022 | 11:15 am
Tempo de leitura: 2 minutos

São Pauo — No próximo dia 16 de março, a Vale (VALE3) deve pagar dividendo de R$ 3,701840165 por ação. Esse valor, de referência, pode sofrer ainda pequena variação. A companhia ainda fará um novo aviso informando o valor final por ação. Só terá direito ao provento quem for acionista no dia 8 de março (na B3) ou no dia 10 de março (na NYSE). No total, a mineradora distribuirá US$ 3,5 bilhões (US$ 0,73 por ação).

“Esperamos 2022 em ritmo igualmente forte para a empresa em termos de remuneração de seus acionistas”, comentou a analista Gabriela Cortez Joubert, do banco Inter, em relatório sobre o resultado financeiro da Vale.

A política de remuneração aos acionistas vigente da Vale determina que os dividendos serão pagos semestralmente, apurados na demonstração do resultado do primeiro semestre, para a parcela de setembro, e na demonstração do resultado do segundo semestre, para a parcela de março. Em 30 de setembro do ano passado, a Vale pagou R$ 8,108 por ação, remuneração referente ao primeiro semestre, totalizando uma distribuição de R$ 40,2 bilhões.

Veja mais: Vale tem aumento de lucro de mais de 300% em 2021

PUBLICIDADE

Já o pagamento ao detentor de ADR (recibo negociado na bolsa nova-iorquina), a ser realizado pelo Citibank, agente depositário desse papel, será no dia 23 de março. As ações da Vale serão negociadas “ex-dividendo” na B3 e na NYSE a partir do dia 9.

A Vale diz, em comunicado, que o montante a ser distribuído foi calculado com base no balanço de 31 de dezembro, considerando sua política de remuneração aos acionistas e incluindo um dividendo extraordinário de US$ 700 milhões.

Os dividendos por ação sofrerão pequena variação em razão do programa de recompra de ações e do pagamento da remuneração de longo prazo (matching) aos seus executivos, alterando o número de ações em tesouraria. A companhia fará um novo Aviso aos Acionistas informando o valor final por ação”, cita o comunicado.

Veja mais: Vale reforça interesse em vender 50% da CSP

PUBLICIDADE

Além do montante do dividendo, o conselho de administração aprovou cancelamento de 41% das ações detidas em tesouraria. Isso dá 133.418.347 ações ordinárias. Com isso, o capital total da Vale será composto por 4.999.040.051 ações ordinárias e 12 ações preferenciais de classe especial, todas sem valor nominal.

“A administração reforça sua intenção de deter apenas as ações em tesouraria necessárias para apoiar os planos de compensação e cancelar as ações remanescentes uma vez que as reservas de lucro necessárias estiverem disponíveis. O atual programa de recompra de ações, aprovado em 28 de outubro de 2021, continua vigente, sujeito aos limites da legislação em vigor”, informou.

(Atualiza às 13h30 com relatório do banco Inter)

Leia também

Europa aumenta compra de gás após Rússia invadir Ucrânia Cliente do C6 poderá usar caixas do Chase no exterior em 1ª ação pós-acordo

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.