PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

BNDES e fundos de infra; Balanço da AES Brasil: Radar SA

Confira o calendário para as empresas brasileiras na próxima semana, marcada pelos feriados de Carnaval

Último dia aos interessados em apresentar propostas para a chamada pública do BNDES será em 4/03
Por Taís Fuoco e Vinícius Andrade
25 de Fevereiro, 2022 | 08:33 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O BNDES vai selecionar até cinco fundos de investimento com foco em infraestrutura, prioritariamente nos setores de logística e transporte, energia, mobilidade urbana, saneamento básico e telecomunicações. O banco de fomento pretende aportar até R$ 500 milhões em cada um deles e as propostas dos interessados devem ser submetidas até 4 de março. A semana é mais curta por conta dos feriados de Carnaval, mas ainda reserva os resultados da AES Brasil.

A semana

  • 28/fevereiro: Feriado de Carnaval, mercados fechados no Brasil
  • 01/março: Feriado de Carnaval, mercados fechados no Brasil
  • 02/março: Quarta-feira de Cinzas, mercado acionário inicia negociações às 13:00
  • 03/março: AES Brasil divulga resultados trimestrais
  • 04/março: Último dia aos interessados em apresentar propostas para a chamada pública do BNDES, que quer investir até R$ 2,5 bilhões em 5 fundos de infraestrutura

Sem acordo

Cosan e Porto Seguro decidiram rescindir o acordo que tinham para a potencial criação de uma joint venture em mobilidade. O projeto já tinha aprovação do Cade e um plano de investimento de R$ 300 milhões. Em comunicado, a Cosan disse que decidiu adotar uma diretriz mais conservadora em seus investimentos diante do “agravamento da conjuntura macroeconômica”

Ativos de Localiza-Unidas

Pelo menos cinco empresas estariam na disputa pelo grupo de ativos que a Localiza e Unidas colocaram à venda, parte das exigências do Cade para aprovar o negócio. A informação é da Agência Estado, que cita pessoas que falaram sob anonimato. Segundo a reportagem, os lances podem girar em torno de R$ 4 bilhões.

PUBLICIDADE

M&A em saúde

A compra da Sul América Seguros pela Rede D’Or, aprovada pelo conselho das 2 empresas, levanta a dúvida sobre outro M&A no segmento: a venda da operação brasileira da Amil pelo grupo americano UnitedHealth. A compra da Sul América será por meio de troca de ações, o que preserva o caixa da Rede D’Or. Mas será que ela ainda estaria interessada na Amil? Fonte ouvida pelo Globo acha que a negociação fica mais difícil.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

AO VIVO: Exército russo chega à Kiev, capital da Ucrânia

Petróleo é negociado perto de US$ 100 com temores por abastecimento na Europa