PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro

Secretário de Agricultura dos EUA critica alta nos preços do abacate

Importações americanas do México serão retomadas a partir de amanhã, depois de terem sido suspensas no início do mês

Estados Univos voltarão a importar abacate do México a partir da próxima semana
Por Ben Bartenstein
20 de Fevereiro, 2022 | 12:48 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O secretário de Agricultura dos Estados Unidos disse que um aumento recente nos preços do abacate foi um exemplo de empresas que estão “aproveitando” a pandemia de coronavírus e as interrupções na cadeia de suprimentos para aumentar os custos dos alimentos. O governo permitirá que as importações de abacates mexicanos sejam retomadas na segunda-feira, encerrando uma suspensão de uma semana desencadeada por uma ameaça contra um inspetor de alimentos do Departamento de Agricultura dos EUA. Os preços em Chicago subiram durante a proibição.

“Eu levantaria algumas questões sérias sobre esse aumento de preços, já que era óbvio que essa era uma situação de curto prazo”, disse o secretário Tom Vilsack em entrevista a Dubai neste domingo. “Não há justificativa para isso. Nenhuma”, disse.

Os preços dos alimentos dispararam globalmente no ano passado, à medida que as economias se recuperam da pandemia. Produtores e transportadores estão lutando para lidar com o aumento da demanda, levando a enormes atrasos na movimentação de mercadorias pelos portos. O aumento nos custos dos alimentos contribuiu para a aceleração da inflação nos EUA para 7,5%, pressionando o presidente Joe Biden antes das eleições de meio de mandato de novembro.

Embora a recuperação econômica e os problemas logísticos estejam causando aumentos de custos, nem todos eles são justificados, disse Vilsack. Ele está em Dubai para promover o comércio agrícola dos EUA com os Emirados Árabes Unidos e vizinhos, como a Arábia Saudita.

PUBLICIDADE

“A questão é se todos esses aumentos estão diretamente relacionados a essas causas ou se as pessoas estão se aproveitando”, disse ele. “Há alguns comentários que li – atribuídos a algumas pessoas do mundo do agronegócio – onde eles estão sugerindo ou pelo menos insinuando que esta é uma oportunidade de aumentar os preços além do necessário para lidar com os desafios da cadeia de suprimentos que eles podem enfrentar’. Os preços dos alimentos devem começar a cair à medida que a economia dos EUA se normaliza e os problemas de abastecimento são resolvidos, disse ele.

Leia mais em Bloomberg.com

Leia também