PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ações da Ásia apontam para queda com traders avaliando risco geopolítico

Os mercados dos Estados Unidos estarão fechados amanhã (21) por um feriado

Os EUA disseram a aliados que uma invasão russa da Ucrânia poderia ter como alvo várias cidades além da capital Kiev
Por Andreea Papuc
20 de Fevereiro, 2022 | 07:32 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As ações asiáticas apontam para queda na segunda-feira devido aos riscos geopolíticos e aos crescentes pedidos de autoridades do Federal Reserve por taxas de juros mais altas para combater a inflação.

PUBLICIDADE

Os futuros para o Japão, Austrália e Hong Kong recuam depois que as ações de Wall Street caíram na sexta-feira em meio à aversão ao risco. Os mercados dos Estados Unidos estarão fechados amanhã (21) por um feriado.

A ameaça de ação militar russa contra a Ucrânia impulsionou paraísos como títulos soberanos, embora a demanda por títulos do Tesouro de vencimento mais curto seja testada na terça-feira por uma enxurrada de oferta. Os rendimentos dos títulos australianos caíram, enquanto o dólar operava misto no início das negociações.

PUBLICIDADE

Veja mais: EUA alertam que Rússia pode atacar várias cidades na Ucrânia

As perguntas estão girando sobre o que pode acontecer com o fornecimento de energia, grãos e alguns metais se a situação da Ucrânia se deteriorar. O petróleo está sendo prejudicado por essas preocupações, bem como pelo potencial de retorno dos barris iranianos.

Em criptomoedas, o Bitcoin recuou no fim de semana e era negociado perto de US$ 38.000, aumentando a evidência de cautela dos investidores.

Os EUA disseram a aliados que uma invasão russa da Ucrânia poderia ter como alvo várias cidades além da capital Kiev. O presidente Joe Biden disse na sexta-feira que está convencido de que seu colega russo, Vladimir Putin, decidiu agir contra a Ucrânia. Moscou continua negando seus planos de invasão.

O impasse entre o Ocidente e a Rússia sobre a Ucrânia, juntamente com a preocupação de que o aperto da política monetária do Fed possa sufocar o crescimento da maior economia do mundo, apontam para mais oscilações nos mercados em um ano já volátil.

PUBLICIDADE

Os traders “estão claramente preocupados com as tensões na Ucrânia, que parecem estar aumentando, além das preocupações sobre as quais falamos há meses, como inflação e taxas de juros e desaceleração do crescimento econômico”, JoAnne Feeney, sócia da Advisors Capital Management, disse na Bloomberg Television.

Dois altos funcionários do Federal Reserve no final da semana passada apoiaram o aumento das taxas em março para conter a inflação mais alta em 40 anos. Eles também apoiaram a redução inicial do balanço patrimonial nos próximos meses. O JPMorgan disse que o Fed deve aumentar as taxas em 25 pontos base em nove reuniões consecutivas.

Veja mais: Bullard, do Fed: ‘Nossa credibilidade está em jogo e temos de reagir’

O principal índice de inflação do Fed pode ter acelerado para uma nova alta de quatro décadas em janeiro, conforme dados aguardados para esta semana.

As ações da China serão observadas de perto em meio a novas tentativas do governo de reprimir o setor privado e mais avisos de inadimplência dos desenvolvedores. Um indicador das ações chinesas negociadas nos EUA caiu na sexta-feira.

A Bloomberg Economics espera que os bancos da China mantenham as taxas básicas de empréstimos estáveis após um corte em janeiro.

Aqui estão alguns eventos para acompanhar nesta semana:

  • O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, concordou em se encontrar com o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, esta semana na Europa.
  • Governadora do Fed, Michelle Bowman, fala na segunda-feira
  • Preços imobiliários na China, taxas prime de empréstimos segunda-feira
  • Decisão de taxa da Nova Zelândia quarta-feira
  • O governador do BOE, Andrew Bailey, fala no Comitê do Tesouro na quarta-feira
  • Decisão política do Banco da Coreia quinta-feira
  • Relatório de estoque de petróleo bruto EIA quinta-feira
  • Funcionários do Fed Loretta Mester e Raphael Bostic falam quinta-feira
  • Vendas de casas novas nos EUA, PIB, pedidos iniciais de seguro-desemprego quinta-feira
  • Renda do consumidor dos EUA, bens duráveis dos EUA, deflator PCE, sentimento do consumidor da Universidade de Michigan sexta-feira

Veja mais em Bloomberg.com