PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Patinadora chinesa nascida nos EUA é alvo de ataques online após queda

Atuação de Zhu durante o evento da equipe feminina de patinação livre na segunda-feira (7) foi denunciada como uma “desgraça” por usuários da plataforma Weibo

"Houve alguns erros, mas já passou."
Por Bloomberg News
07 de Fevereiro, 2022 | 04:15 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Uma enxurrada de críticas foram publicadas nas redes contra a patinadora artística chinesa Zhu Yi, nascida nos Estados Unidos, depois que ela caiu durante sua apresentação. A reação do público mostra o intenso nacionalismo que os atletas do país-sede devem enfrentar nas Olimpíadas de Inverno de Pequim.

A atuação de Zhu durante o evento da equipe feminina de patinação livre na segunda-feira (7), na qual ela caiu pelo segundo dia, foi denunciada como uma “desgraça” por usuários da plataforma Weibo, que se assemelha ao Twitter, que questionaram por que a jovem de 19 anos foi selecionada no lugar de uma atleta nascida na China. As hashtags “erros consecutivos de Zhu Yi” e “Zhu Yi desmorona novamente no gelo” tiveram dezenas de milhões de visualizações no Weibo na tarde de segunda-feira (7), com alguns comentando que os jogos não eram uma plataforma para ensaios.

PUBLICIDADE

Os censores entraram em cena para impedir que a hashtag “Zhu Yi caiu” continuasse passível de ser pesquisada ou encontrada, depois de ganhar mais de 200 milhões de visualizações no fim de semana, quando a patinadora caiu duas vezes em sua estreia nas Olimpíadas, e terminou em último no evento de equipe do programa curto feminino. A China terminou em quinto no geral.

“Houve alguns erros, mas já passou. Espero poder me ajustar e competir bem”, disse Zhu à estatal China News Service após sua competição na segunda-feira (7). “Estou muito emocionada e animada. Mesmo durante o programa, me emocionei e tive vontade de chorar. Não consegui segurar, então chorei. Claro, também houve arrependimentos.”

O escárnio dirigido a Zhu contrasta com a resposta a Eileen Gu, a esquiadora de estilo livre de 18 anos, que, como Zhu, nasceu e cresceu nos EUA e decidiu competir pela China. Gu, que é modelo para algumas das maiores marcas do mundo e cujo rosto pode ser visto em toda a China em anúncios, está na disputa para ganhar três medalhas de ouro nas Olimpíadas.

PUBLICIDADE

Embora ela tenha caído em uma de suas corridas na segunda-feira (7), a hashtag “A expressão fofa de Eileen Gu após seu erro” estava em alta após o evento.

Vozes nacionalistas vêm ganhando mais visibilidade nas mídias sociais chinesas nos últimos anos em meio ao mantra do presidente Xi Jinping de “rejuvenescimento nacional” e particularmente à medida que se acirram as relações com os países ocidentais. Atletas que se naturalizam para competir pela equipe chinesa estão sob escrutínio ainda maior, pois o público é mais propenso a destacar suas duplas identidades nacionais, principalmente em momentos de baixo desempenho.

– Esta notícia foi traduzida por Marcelle Castro, Localization Specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE