PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil

Os carros mais vendidos no Brasil em janeiro

Picape Fiat Strada lidera ranking de vendas em mês de forte queda na indústria automotiva, com pior desempenho em 19 anos

Em janeiro, a produção de veículos no Brasil caiu 27,4%
07 de Fevereiro, 2022 | 11:34 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — Com 6,7 mil unidades emplacadas, a picape Fiat Strada, favorita de 2021, foi o carro mais vendido em janeiro no Brasil, segundo dados divulgados pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

O Hyundai HB20, que em dezembro estava em sexto lugar, aparece agora na segunda posição, com mais de 5,6 mil unidades vendidas.

PUBLICIDADE

Já o Chevrolet Onix, que liderou as vendas em novembro e dezembro de 2021, caiu para o terceiro lugar do ranking, com 5.205 unidades vendidas no último mês.

Destaque ainda para a entrada do Jeep Renegade e do Fiat Toro na lista dos mais vendidos, com 4.999 e 3.293 emplacamentos, respectivamente.

Veja mais: Unicórnio de carros seminovos Kavak expande para o Rio de Janeiro

PUBLICIDADE

Quando analisadas as marcas, a Fiat liderou o ranking do último mês nas categorias de automóveis e comerciais leves, com participação de 19,98% das vendas. Na sequência, vieram Chevrolet e Volkswagen, com fatias de 11,24% e 11,22%, respectivamente, no período.

Os 10 carros mais vendidos em janeiro, segundo a Fenabrave:

ModeloUnidades emplacadas
1. Fiat Strada6.716
2. Hyundai HB205.634
3. Chevrolet Onix5.205
4. Jeep Renegade4.999
5. Jeep Compass4.905
6. Hyundai Creta4.175
7. Volkswagen T-Cross3.761
8. Volkswagen Gol3.435
9. Chevrolet Onix Plus3.431
10. Fiat Toro3.293

Mercado automotivo em queda

Em janeiro, a produção de veículos no Brasil caiu 27,4% na comparação anual, para 145,4 mil unidades entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus – o pior desempenho da indústria automotiva em 19 anos.

Os dados, divulgados nesta segunda-feira (7) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), mostram ainda uma queda de 31,1% em relação ao número de dezembro, quando foram montados 210,9 mil veículos.

O setor automotivo sofreu no último ano em meio aos problemas na cadeia de suprimentos por conta da pandemia de covid-19. Além do aumento dos preços de insumos e de custos operacionais, a crise no abastecimento de chips também contribuiu para atraso na produção de veículos.

Os números divulgados nesta segunda revelam ainda uma queda de 26,1% nas vendas de veículos novos em janeiro deste ano em comparação com o ano passado, para 126,5 mil, uma baixa de 38,9% frente a dezembro.

Leia também:

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.

PUBLICIDADE