PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Calendário do 4º tri: B3 abre a safra das seguradoras nesta segunda

BB Seguridade divulga resultado financeiro antes da abertura do mercado; Porto Seguro reporta números na próxima terça

B3 inicia semana com divulgação dos balanços das seguradoras, com BB Seguridade abrindo a safra nesta segunda-feira e Porto Seguro, na terça
06 de Fevereiro, 2022 | 02:23 pm
Tempo de leitura: 7 minutos

São Paulo — A B3 (B3SA3) abre, nesta segunda-feira (7), a safra de resultados financeiros do 4º trimestre das seguradoras, com a divulgação do balanço da BB Seguridade (BBSE3), antes da abertura do mercado. Nesta terça-feira (8), depois do fechamento da Bolsa, é a vez da Porto Seguro (PSSA3) reportar seus números.

O cenário básico para o setor é o seguinte: as seguradoras se beneficiam com a elevação de juros, tendo em vista que parte dos resultados financeiros dessas companhias vem dos rendimentos do caixa e das aplicações financeiras em renda fixa atrelada ao CDI. Com a Selic no patamar de 10,75% ao ano, essa linha de receita das companhias deve continuar se beneficiando, segundo analistas de bancos de investimentos.

PUBLICIDADE

Veja mais: Por que o lucro do Santander Brasil em 2022 depende dos cartões Amex?

BB Seguridade (BBSE3)

A SulAmérica (SULA11) marcou a divulgação do seu resultado financeiro para o próximo dia 23 de fevereiro, após o fechamento do mercado, enquanto o IRB Brasil (IRBR3) planeja reportar seus números no dia seguinte (24), também após o encerramento dos negócios na B3.

As expectativas quanto ao balanço da BB Seguridade são positivas. “Esperamos que a companhia reporte um resultado trimestral sólido de R$ 1,2 bilhão, aumento de 28% na comparação anual”, estimou o Goldman Sachs, em relatório divulgado no último dia 31 de janeiro.

PUBLICIDADE

A instituição financeira norte-americana tem uma recomendação de compra para o papel, com preço-alvo (12 meses) de R$ 30. Na sexta-feira passada, BBSE3 fechou cotada a R$ 22,83, ou seja, o Goldman Sachs vê um potencial de valorização de 31,4%. Para o banco, a BB Seguridade se beneficia da alta da taxa Selic e da expectativa de normalização dos índices de inflação na comparação com 2021.

A ação da subsidiária do Banco do Brasil está na carteira de dividendos do BTG Pactual (BPAC11) recomendada de fevereiro. A equipe de análise de um dos maiores bancos de investimento do Brasil também enxerga, a exemplo do Goldman Sachs, o papel com potencial de alta, embora faça a ressalva sobre o risco político.

“BB Seguridade sofre por ser subsidiária do Banco do Brasil, pois os investidores têm maior percepção de risco sobre as ações. Mas com a normalização dos sinistros relacionados à Covid e do IGP-M juntamente com uma taxa Selic mais alta, podemos ver uma grande recuperação no resultado em 2022 (...) Acreditamos que os números do quarto trimestre, dividend yield estimado de 10,2% para 2022 com espaço para pagamento de dividendo extraordinário, e um forte guidance para 2022 devem ser gatilhos positivos para a ação”, citou o relatório do BTG Pactual.

Porto Seguro (PSSA3)

Já a Porto Seguro deve deve divulgar, nesta terça-feira (8), um resultado fraco no quarto trimestre de 2021 com um lucro líquido de R$ 213 milhões, uma queda de 47,6% na base anual, segundo projeção do banco digital Inter (BIDI11).

“Nossa expectativa para a receita é de alta de 10% na comparação anual para a companhia, vindo de um bom desempenho em seguros (+7,7% a/a), impulsionado pela melhora nos prêmios emitidos no ramo auto, causada pela inflação no preço dos veículos; e das operações de crédito (+29,3% a/a), beneficiadas por uma melhora nos spreads e do forte crescimento das rendas com cartões de crédito e financiamento”, comenta o Inter, em relatório.

O banco, no entanto, espera um crescimento das despesas totais da Porto Seguro. “As despesas totais devem aumentar em 10% a/a vindo da sinistralidade (53,5% 4T21 vs 49,5% 4T20), principalmente no ramo auto que vem se normalizando com o aumento da mobilidade urbana e também a com a inflação pressionando o custo com pagamento de prêmios”, cita o analista Matheus Amaral.

PUBLICIDADE

O BTG Pactual incluiu o papel da Porto Seguro em sua carteira de dividendos recomendada para fevereiro, com justificativa de que está com um preço atrativo, é considerada uma ação defensiva com forte geração de caixa e histórico de distribuição de caixa. Em relatório, a instituição financeira traçou a perspectiva para a companhia. O preço-alvo (12 meses) para PSSA3 é de R$ 32. Na sexta, o papel fechou vendido a R$ 19,18.

“Porto espera acelerar seus negócios de saúde, que devem aumentar sua contribuição para os resultados consolidados em breve, especialmente com a diminuição das hospitalizações por Covid-19. Devemos ter aumento na sinistralidade do segmento de seguros de automóveis em 2022, considerando o aumento do preço das autopeças e a normalização da mobilidade. Mas entendemos que no próximo ano o resultado financeiro terá números de comparação fáceis, quando comparados ao ano anterior (2021), principalmente com a taxa média Selic bem mais elevada, junto com a opcionalidade interessante dos negócios recentes com PetLove e Cosan (mobilidade)”, comentou a equipe do BTG.

SulAmérica (SULA11)

“Na SulAmérica podemos ver um resultado positivo vindo de redução nos custos com internações por Covid-19, mas ainda pressionada pelos procedimentos eletivos. Um melhor resultado financeiro também pode contribuir positivamente neste trimestre”, escreveu o analista do Inter.

PUBLICIDADE

“Estimamos que as receitas no ramo de saúde e odonto mantenham-se estáveis e o ramo de vida e acidentes pessoais perfome melhor com a recuperação dos seguros viagem e o bom crescimento do seguro de vida visto no mercado. Em previdência, o mercado tem apresentado recuperação no bimestre de outubro e novembro na comparação com o mesmo período do ano passado, mas ainda podemos ver um resultado abaixo neste trimestre”, destacou o relatório do banco digital.

O Inter tem recomendação de compra para SULA11, com preço-alvo de R$ 39. Na sexta-feira, a unit fechou cotada a R$ 23,98. O banco destacou ainda a previsão de aumento forte do resultado financeiro da seguradora. “Esperamos um resultado financeiro com alta de 367,6% a/a e 39% t/t, vindo da escalada das taxas de juros no mercado. Esperamos uma normalização nos impostos, já que no trimestre passado houve reconhecimento de crédito tributário que beneficiou o resultado”, comentou o relatório.

A aposta da SulAmérica em renda fixa em 2022 ganhou força, no mês passado, quando sua gestora de recursos, a SulAmérica Investimentos, uma das maiores assets independentes do país, lançou três fundos ( o SulAmérica Income FI RF LP, o SulAmérica Capital FI RF LP e o SulAmérica Retorno Total FI RF LP) para aproveitar a atratividade dos investimentos que ganham com o cenário de instabilidade e com as altas recentes da taxa Selic.

IRB Brasil (IRBR3)

PUBLICIDADE

“Patinho feio” do setor desde o escândalo iniciado com denúncias de manipulação de preços na Bolsa em 2020, alvo de um inquérito instaurado na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no ano passado, o IRB Brasil deve apresentar prejuízo no quarto trimestre de 2021. “O desempenho na linha final da resseguradora ainda é impactado por contratos em run-off de baixa qualidade e que apresentam alta sinistralidade, que devem continuar tendo seus efeitos reduzidos até o final de 2022″, comentou o banco Inter.

A previsão da instituição financeira para o IRB Brasil é de um prejuízo de R$ 241 milhões no 4º trimestre de 2021, queda de 61,3% na base anual e um aumento de 53,9% na comparação trimestral. “Nossa expectativa é que os prêmios emitidos no Brasil cresçam 136,55% a/a e no exterior reduzam 30% a/a, em linha com a estratégia de re-underwriting da companhia e mais foco no mercado interno”, cita o analista do Inter.

O banco tem recomendação neutra para IRBR3, com preço-alvo de R$ 5,50. Na sexta-feira, o papel finalizou o pregão a R$ 3,02. “Gostamos do trabalho de reestruturação que a atual administração tem feito até agora. Por ora, o mercado tem precificado a companha a 1 x seu valor patrimonial (2022E), o que consideramos um valuation que condiz com pares do mercado. Entendemos que, por enquanto, mesmo com sua atual precificação, não há um desconto que nos ofereça uma margem de segurança aceitável. Temos expectativas de lucro de R$ 229 milhões para 2022, com uma sinistralidade de 85%, reduzindo para 80% no longo prazo. Além disso, a companhia também dependerá de melhores resultados financeiros no futuro para incrementar sua rentabilidade”, analisou o Inter.

O banco espera também que o resultado financeiro do IRB BRasil no 4º trimestre de 2021 seja melhor que o do 4º trimestre de 2020, apresentando um saldo positivo refletindo melhores indicadores de juros no mercado. “Já o resultado operacional (resultado de underwriting) da companhia deve apresentar um saldo negativo de R$ 417 milhões refletindo ainda um momento de alta sinistralidade, onde esperamos um índice de 98,3% no 4T21 vs 92,1% no 4T20″, projeta Amaral.

PUBLICIDADE

Leia também

Críticas de Lula à Petrobras ecoam campanha de 2002

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE