PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Wall Street: Tensão com Fed ofusca lucro da Apple em semana volátil

Traders estão precificando quase cinco aumentos de juros pelo Fed este ano

Wall Street tem semana de forte tensão com dúvidas sobre política monetária
Por Namitha Jagadeesh
28 de Janeiro, 2022 | 12:16 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os mercados de ações retomaram as perdas no último pregão de uma semana de alta volatilidade, com a preocupação em relação ao aperto da política monetária ofuscando os fortes ganhos da Apple Inc. (AAPL).

O S&P 500 (SPX) caiu pelo quarto dia consecutivo depois que o presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari – que tem sido um dos “doves” mais consistentes do banco central – disse que “simplesmente não sabemos” se três altas de juros em 2022 são suficientes. As ações subiram brevemente depois que indicadores econômicos aliviaram a preocupação com as crescentes pressões inflacionárias.

PUBLICIDADE

Os mercados foram açoitados pela volatilidade, com o Fed sinalizando um aperto agressivo, aumentando as preocupações dos investidores em relação às tensões geopolíticas e uma temporada de resultados desigual. Os traders de swap agora estão precificando quase cinco aumentos do Fed este ano, após uma postura agressiva do presidente do Fed, Jerome Powell.

O índice de custo do emprego - que Powell citou como chave para a mudança para uma postura mais agressiva sobre a inflação - ficou abaixo das expectativas. Embora o indicador de preço preferido do Fed tenha avançado no ritmo anual mais rápido em quase 40 anos, veio dentro das previsões.

“Liquidez mais apertada e crescimento mais fraco significam maior volatilidade”, escreveram em nota os estrategistas do Barclays Plc liderados por Emmanuel Cau. O “susto atual do crescimento parece uma fase clássica de meio de ciclo para nós, enquanto muito do aperto está precificado”.

PUBLICIDADE

O mercado de ações dos EUA tem preços “bastante agressivos” em relação a outras nações desenvolvidas, bem como mercados emergentes, e as avaliações nestes últimos podem ser mais favoráveis do que contrárias como nos EUA, disse Feifei Li, sócio e CIO de estratégias de ações da Research Affiliates , à Bloomberg Television.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O S&P 500 (SPX) tinha baixa de 0,64% pouco depois das 10h10 (12h10 em Brasília);
  • O Nasdaq 100 (NDX) caia 0,2%;
  • O Dow Jones Industrial (INDU) recuava 0,5%;
  • O MSCI World (MXWO) caia 0,8%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) operava estável%;
  • O euro (EUR) subia 0,1% para US$ 1,1158;
  • O iene japonês (JPY) caia para 115,26 por dólar;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos (GT10) operava estável a 1,80%;
  • O rendimento dos títulos de 10 anos do Reino Unido subia três pontos-base para 1,26%;
  • O rendimento dos títulos de 10 anos da Alemanha subia três pontos-base estáveis para -0,03%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subia 2,1% para US$ 88,46 o barril;
  • O ouro (XAU) caia 0,4% para US$ 1.787,40.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE