PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Bolsa brasileira atrai recursos e tem forte alta em semana tensa

Petrobras e Vale, que avançavam no início do pregão, puxaram o principal índice da Bolsa brasileira para baixo

Bolsa brasileira contraria pessimismo externo e sobe na semana
28 de Janeiro, 2022 | 06:12 pm
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg Línea — Os mercados brasileiros de ações e câmbio contrariaram o pessimismo internacional, vindo do aperto na política monetária nos EUA, atraíram recursos estrangeiros e terminaram uma semana particularmente tensa com ganhos relevantes.

  • O Ibovespa (IBOV) subiu 2,64% na semana, enquanto o dólar recuou 1,3% no período. Foi a terceira semana seguida de baixa para a moeda americana no Brasil.

Nesta sexta, o Ibovespa cedeu também a um movimento de realização de lucros, após a alta acumulada nos últimos dias, puxado pelo desempenho da Petrobras (PETR4) após os comentários do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a política de preços da estatal.

PUBLICIDADE
  • O Ibovespa terminou a sessão com baixa de 0,64%, marcando 111.910 pontos (dados preliminares).
  • Os papéis da estatal de petróleo chegaram a subir pela manhã, mas passaram a cair no início da tarde após o Lula dizer, durante entrevista, que não tem por que os preços no Brasil dos combustíveis seguirem o mercado internacional. As ações preferenciais da estatal terminaram negociadas a R$ 32,54, com baixa de 3,9%;
  • No mercado de câmbio, o dólar terminou o dia com baixa de 0,5%, negociado a R$ 5,38;
  • No mercado de juros, a maioria dos contratos de DI recuaram depois de o IGP-M de janeiro reportar inflação abaixo das expectativas. O DI para janeiro de 2023 ficou estável em 12,22%, enquanto a taxa do DI para janeiro de 2025 saltou de 11,315% para 11,33%;

Nos EUA, os mercados chegaram a subir pela manhã, embalados pelo forte lucro da Apple (AAPL), mas cederam logo antes do almoço após o presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari dizer que “simplesmente não sabe” se três altas de juros em 2022 são suficientes. À tarde, no entanto, houve nova virada e os principais benchmarks terminaram o pregão em alta consistente, apagando parte das perdas durante a semana.

  • Na bolsa de Nova York, o S&P 500 (SPX) teve alta de 2,4%, enquanto o Dow Jones Industrial (INDU) subiu 1,7%.
  • O Nasdaq 100, referência em alta tecnologia, terminou com ganho de 3,2%.

(Com informações de Bloomberg.com)

Leia também: Diversidade como ativo: contratar pessoas trans pode aumentar lucro da empresa

Toni Sciarretta

Toni Sciarretta

News director da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista com mais de 20 anos de experiência na cobertura diária de finanças, mercados e empresas abertas. Trabalhou no Valor Econômico e na Folha de S.Paulo. Foi bolsista do programa de jornalismo da Universidade de Michigan.

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE