PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Petróleo cai com avanço da ômicron na China

Investidores monitoram queda no tráfego rodoviário no país asiático à medida que o governo implementa a política de Covid zero

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os preços do petróleo caíam nesta quinta-feira (13) à medida que os investidores pesam o impacto da onda de ômicron na demanda asiática, o que prejudicou o rali de ano novo nos preços impulsionado por estoques mais baixos dos Estados Unidos, por comentários positivos de agências de energia e por falhas no fornecimento.

O West Texas Intermediate (WTI) caía 0,6% após fechar a quarta-feira (12) no nível mais alto desde 9 de novembro. Desde o início de 2022, o WTI acumula alta de mais de 9%, juntando-se a outras commodities em um forte início de ano.

PUBLICIDADE

O tráfego rodoviário diminuiu em toda a Ásia no início do ano, à medida que a variante ômicron, de rápida disseminação, varre a região. Menos veículos transitaram pela maioria das capitais até agora este mês do que em dezembro, de acordo com dados de mobilidade da Apple. Na China, que está lutando contra um surto da doença, os esforços de contenção estão causando danos econômicos crescentes.

O petróleo continua em alta este mês com sinais de que o consumo fora da Ásia está resistindo em grande parte ao impacto da variante, já que as principais economias continuam se recuperando da pandemia. A Agência Internacional de Energia disse que a demanda está mais forte do que o esperado, enquanto as últimas perspectivas da Administração de Informações sobre Energia mostraram que os estoques globais de petróleo devem cair neste trimestre.

O sentimento “continua amplamente construtivo”, disse Warren Patterson, chefe de estratégia de commodities da ING Groep NV com sede em Cingapura, após a EIA relatar estoques mais baixos, ao mesmo tempo em que advertiu que a recente alta nos preços pode ter sido exagerada. Nos últimos dias, “interrupções no fornecimento, incerteza sobre a capacidade ociosa da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e preocupações cada vez menores com a ômicron se mostraram otimistas”, disse ele.

PUBLICIDADE

Preços do petróleo

  • O WTI para entrega em fevereiro caía 0,6%, para US$ 82,17 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York às 7h37, horário de Brasília.
  • O Brent para liquidação de março recuava 0,5%, para US$ 84,21 o barril na bolsa ICE Futures Europe.

Na quarta-feira, a EIA informou que os estoques de petróleo dos EUA caíram para o nível mais baixo desde 2018. Os estoques no principal centro de armazenamento em Cushing, no estado de Oklahoma, também caíram.

O otimismo subjacente sobre as perspectivas se reflete na estrutura de preços retroativa de alta do mercado, com contratos de curto prazo se mantendo acima dos mais distantes. O spread entre os dois contratos de dezembro mais próximos do WTI – o de 2022 e o do mesmo mês do próximo ano – foi de US$ 6,34 por barril. Isso é menos de US $ 5 no final do ano passado.

A alta do petróleo no acumulado do ano - juntamente com ganhos em outras matérias-primas - alimentará as pressões inflacionárias à medida que os bancos centrais mudam de marcha para combater as crescentes pressões de preços. A diretora do Federal Reserve, Lael Brainard, disse que combater a inflação enquanto sustenta uma recuperação inclusiva é a tarefa mais urgente do banco central dos EUA.

PUBLICIDADE

Outras notícias sobre petróleo

  • A unidade comercial da Royal Dutch Shell Plc recebeu um empréstimo de petróleo das reservas estratégicas dos EUA como parte do esforço do governo Biden para diminuir os preços da gasolina no varejo.
  • A Exxon Mobil Corp. está procurando vender seus ativos de xisto canadenses para se concentrar nas areias betuminosas do estado de Alberta

Leia também

Quase todos adolescentes que precisam de UTI para covid não são vacinados

Sony produzirá mais PlayStation 4 para suprir falta do PlayStation 5

PUBLICIDADE