PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Huawei ocupa a 5ª posição em patentes nos Estados Unidos

Seis entidades chinesas, incluindo a companhia de smartphones, detêm mais patentes de invenções do que a IBM

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A Huawei Technologies continua subindo na lista de empresas que obtêm mais patentes nos EUA, de acordo com um novo estudo sobre a atividade de patenteamento, que mostra que as empresas chinesas são cada vez mais responsáveis por uma parcela maior da inovação mundial.

A Huawei recebeu 2.770 patentes nos Estados Unidos no ano passado, colocando-a em quinto lugar atrás da International Business Machines.

PUBLICIDADE

O sucesso da Huawei na obtenção de patentes ocorre mesmo com seu equipamento de rede fora do mercado americano e tendo sido impedida de adquirir componentes necessários para seus telefones pelo governo Biden. O governo dos EUA acusou a empresa com sede em Shenzhen de ser uma ameaça à segurança, acusações que a Huawei nega.

A Huawei saltou do nono lugar em parte devido ao declínio de outras empresas, já que o Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos EUA emitiu 7% menos patentes no ano passado. A Samsung, a Canon e a Taiwan Semiconductor Manufacturing completam a lista dos cinco principais recebedores de patentes.

As empresas chinesas também dominam ao considerar a propriedade global de patentes, segundo a empresa de análise. A Samsung continua sendo a maior detentora de invenções patenteadas globalmente. Mas seis entidades chinesas, incluindo a Huawei e a Academia Chinesa de Ciências, detêm mais patentes de invenções do que a IBM, que ocupa o oitavo lugar nessa lista.

PUBLICIDADE

“Para onde quer que você vá, eles parecem estar se estabelecendo, ou procurando se estabelecer, como grandes players”, disse o CEO da IFI Claims, Mike Baycroft. “Você ouve essas histórias de que o mercado chinês vai dominar o mundo. Aqui, está começando a se tornar real.”

As empresas americanas responderam por menos da metade das 327.329 patentes dos EUA emitidas no ano passado. A China ficou em quarto lugar, mas suas empresas estão prestes a ultrapassar a Coréia como o terceiro maior destinatário. As empresas chinesas e suíças foram as únicas que não contribuíram para o declínio geral das patentes nos EUA, disse Baycroft.

“É algo que tem intrigado a todos nós”, disse ele. “Será que tem relação com a covid? Não sabemos, mas é uma explicação provável.”

PUBLICIDADE

A inteligência artificial e o machine learning continuam sendo as áreas de maior crescimento para inovação, com a IBM, a Samsung, a Google, da Alphabet, a Intel e a Microsoft liderando o grupo.

Telemedicina, novas variedades de sementes e logística da cadeia de suprimentos também estão entre as áreas de crescimento mais acelerado, com base em uma análise de pedidos de patentes publicados nos últimos cinco anos. Como os pedidos de patente geralmente são confidenciais nos primeiros 18 meses, Baycroft disse que é muito cedo para dizer até que ponto isso é uma reação à pandemia.

“As pessoas estão procurando melhorar esse novo normal em que estamos vivendo”, disse ele. “É inevitável que isso influencie.”

PUBLICIDADE

– Esta notícia foi traduzida por Marcelle Castro, Localization Specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE