PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Ferrari dá mais poder ao novo CEO para impulsionar guinada elétrica

Benedetto Vigna trouxe nomes de confiança para ajudar a montadora a acelerar a chegada das baterias elétricas e dos concorrentes

Investidores estão ansiosos para ouvir sobre a estratégia de Vigna para a era da tecnologia de baterias e serviços digitais
Por Daniele Lepido
10 de Janeiro, 2022 | 08:44 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Ferrari (RACE) está renovando a estrutura organizacional e contratando gerentes com experiência em tecnologia, enquanto o novo CEO Benedetto Vigna tenta colocar a icônica fabricante no caminho da produção de veículos elétricos.

Várias divisões, incluindo desenvolvimento de produtos, digital e dados e conformidade, agora se reportarão diretamente à Vigna, disse a Ferrari nesta segunda-feira (10). Embora a montadora tenha promovido vários gerentes internos, também contratou dois executivos do ex-empregador de Vigna, STMicroelectronics NV, sugerindo que o CEO está recorrendo a aliados de confiança para ajudar em sua recuperação.

“Queremos ultrapassar os limites ainda mais”, disse Vigna em um comunicado. “Nossa nova organização aumentará nossa agilidade.”

Vigna está tentando reformar a empresa que tem demorado a abraçar baterias elétricas, com a Ferrari planejando a estreia de seu primeiro veículo totalmente elétrico para 2025. Em contraste, o popular Taycan da Porsche está na estrada desde 2019. Ainda assim, a fabricante relatou lucro melhor do que o esperado no terceiro trimestre, evitando a interrupção da escassez de semicondutores que afetou a produção em outros lugares.

PUBLICIDADE

Vigna ingressou em setembro vindo da STMicroelectronics, onde liderou a divisão da fabricante de chips que fornece os principais sensores usados no iPhone da Apple e nos sistemas de navegação das montadoras.

A Ferrari disse na segunda que contratou o fabricante de chips Ernesto Lasalandra para chefiar a pesquisa e o desenvolvimento e Angelo Pesci para supervisionar as compras e a qualidade. A montadora também nomeou Gianmaria Fulgenzi, um veterano de duas décadas da Ferrari, como diretor de desenvolvimento de produtos, e promoveu Silvia Gabrielli a diretora digital e de dados.

Os investidores estão ansiosos para ouvir sobre a estratégia de Vigna para a era da tecnologia de baterias e serviços digitais. A Ferrari planeja compartilhar mais detalhes sobre seus planos durante um dia com investidores em junho. Ela também iniciará as vendas de seu primeiro veículo utilitário esportivo, o Purosangue, este ano.

Leia também

PUBLICIDADE

Tencent quer comprar fabricantes de smartphones para o próprio metaverso

Petróleo oscila com investidores de olho no Cazaquistão e na Líbia