PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Banco para condomínios, CondoConta levanta R$ 20 milhões em debêntures

‘Banco para condomínios’ tem sede em Santa Catarina e atua em 25 estados do país

Após investimento, neobanco brasileiro poderá fazer empréstimos a clientes
Por Marcella McCarthy (Brasil)
07 de Janeiro, 2022 | 07:19 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Miami — O CondoConta, neobanco brasileiro para condomínios, anunciou uma captação de R$ 20 milhões por meio de uma emissão de dívida para a Empirica.

PUBLICIDADE

O CondoConta vai usar o dinheiro para fazer empréstimos a associações de condomínios que, só no ano passado, pediram mais de R$ 100 milhões ao neobanco.

“Tínamos apenas 10% desse caixa, então, tivemos de dizer que não conseguiríamos atender a toda a demanda. Muitos deles vão receber parte do dinheiro agora que tivemos o investimento da Empirica”, disse Rodrigo Della Rocca, CEO e cofundador do CondoConta.

PUBLICIDADE

Antes de fundar o CondoConta, Rocca trabalhou no setor de condomínios por 10 anos, inclusive como administrador de imóveis. Hoje, o CondoConta trabalha com mais de mil condomínios e mais de 300 administradores de imóveis.

“O Brasil tem cinco bancos tradicionais, que nunca entenderam de fato como trabalhar com condomínios”, afirmou Rocca. “Eles [os condomínios] não são pessoas físicas e não são empresas, então os bancos não sabem o que fazer”, acrescentou.

Rocca explicou que, como cada vez mais pessoas passavam mais tempo em casa devido à pandemia, as áreas comuns dos condomínios estão se desgastando mais rapidamente e precisam ser consertadas.

“Também aumentaram os gastos mensais com eletricidade porque [os moradores] ficam em casa o dia todo”, disse. Como resultado, muitos condomínios decidiram instalar painéis solares para obter energia do sol.

O CondoConta, lançado em 2019, opera atualmente em 25 estados do Brasil e conta com cerca de 140 funcionários. Para ganhar dinheiro, o CondoConta cobra uma taxa de juros sobre os empréstimos, garante taxas de condomínio, oferece fundos de reserva, seguros e serviços de cobrança.

PUBLICIDADE

“Trabalhar com condomínios não é tão arriscado, porque você não está emprestando para uma pessoa, mas emprestando para um grupo de pessoas, então se alguém não paga, há outros que pagam”, disse Giuliano Longo, sócio e diretor de crescimento da Empirica.

--Esta notícia foi traduzida por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

(Corrige o título em 10 de janeiro de 2022)

Leia também

Grécia ajudará famílias a pagar conta de energia mais cara

Criação de empregos nos EUA fica abaixo do previsto

Marcella McCarthy

Marcella McCarthy (Brasil)

Jornalista americana/brasileira especializada em tech e startups com mestrado em jornalismo pela Medill School na Northwestern University. Cobriu America Latina, Healthtech e Miami para o TechCrunch e foi fundadora e CEO de um startup Americano na área de EdTech. Baseada em Miami.