Cripto

Ministro suíço tem dados expostos após compra de criptomoedas

Vazamento ocorreu após empresa francesa de comercialização de criptoativos utilizada pelo político ter sofrido ataque hacker

Ministro suíço tem dados vazados após empresa utilizada para comercialização de criptomoedas sofrer ataque hacker
Por Andy Hoffman
12 de Dezembro, 2021 | 09:30 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O ministro Alain Berset, membro do Conselho Federal da Suíça, foi vítima de uma violação de dados que tornou públicos seu endereço, e-mail privado e número de telefone residencial, depois que uma empresa que ele costumava utilizar para comprar criptomoedas foi hackeada, informou o jornal suíço Le Matin Dimanche.

A empresa francesa de tecnologia Ledger SAS, que oferece serviços de compra, armazenamento e segurança de criptomoedas, sofreu um ataque cibernético em junho de 2020 e Berset estava entre os clientes cujos dados foram comprometidos, disse o jornal.

Veja mais: Que tal receber um NFT de presente? Essa será a grande pedida do Natal

O endereço e o número de telefone de Berset em um pequeno distrito de Friburgo podem ser encontrados na dark web, uma parte da Internet onde dados pessoais roubados são geralmente comercializados.

PUBLICIDADE

Berset é o ministro do Departamento de Assuntos Internos da Suíça e tem sido um agente importante na resposta à pandemia do coronavírus no país alpino. Um porta-voz do departamento confirmou ao Le Matin que Berset “comprou criptomoedas há alguns anos em caráter pessoal, para entender como funcionam”.

Veja mais: Ilha Cripto: Zero impostos, golfe e casas de praia criam paraíso

O porta-voz não informou o valor investido pelo político nem se ele ainda possuía os criptoativos. Segundo uma pessoa com conhecimento no assunto, Berset não tinha conhecimento da violação de dados no Ledger.

A Ledger afirma em seu site que alertou seus clientes por e-mail após o ataque cibernético de 2020. Ela também afirma que seus ativos nunca foram ameaçados e que nenhuma informação sobre valores ou transações específicas foi roubada.

PUBLICIDADE