PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil

URGENTE: Inflação avança 0,95% em novembro com transportes

No acumulado em 12 meses, o IPCA tocou os 10,74%, o maior desde novembro de 2003

Multimillonarios se disputan US$1,9 billones del dinero de los brasileños
10 de Dezembro, 2021 | 09:02 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — A inflação oficial brasileira registrou uma alta de 0,95% em novembro na base mensal, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta sexta (10), a maior para o mês desde 2015.

PUBLICIDADE

No acumulado em 12 meses, o IPCA tocou os 10,74%, acima dos 10,67% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores, e o maior desde novembro de 2003 (11,02%). No ano, o indicador acumula alta de 9,26%

A alta foi puxada pelos transportes (3,35%), influenciados pelos preços dos combustíveis, principalmente, da gasolina (7,38%), que teve, mais uma vez, o maior impacto individual no índice do mês (0,46 p.p.).

PUBLICIDADE

Ainda assim, o registro representa uma queda em relação ao mês anterior, quando o país já havia registrado avanço mensal de 1,25%, puxado pelos preços dos combustíveis, com destaque para a gasolina. Foi o maior avanço para o mês desde outubro de 2002.

O Banco Central tem se mostrado preocupado e atento à alta de preços a longo prazo. Na última quarta (8), o Copom elevou a taxa Selic para 9,25%, e já sinalizou que a taxa básica de juros deve chegar aos dois dígitos na próxima reunião, em fevereiro, com mais um aumento de mesma magnitude.

Economistas ouvidos pela Bloomberg Línea avaliam que o BC se mostrou mais agressivo em seu comunicado e ainda mais preocupado com a inflação no longo prazo. Os riscos fiscais, tendo em vista a pandemia e as expectativas para a economia, seguem no radar do Comitê.

Black Friday ajuda

Conforme o IBGE, a redução dos preços na Black Friday ajudou a conter a aceleração em itens como alimentação e higiene pessoal.

“A Black Friday ajuda a explicar a queda tanto no lanche quanto nos itens de higiene pessoal. Nós observamos várias promoções de lanches, principalmente nas redes de fast food no período”, explica Pedro Kislanov, gerente do IPCA.

PUBLICIDADE

“No caso dos itens de higiene pessoal, várias marcas nacionais deram descontos nos preços dos produtos em novembro. No Brasil, diferente de outros países, os descontos não são centrados em um único dia. Os descontos acabam sendo dados ao longo do mês”.

(Atualiza às 9h06 com mais detalhes da divulgação)

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.