PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil

URGENTE: IPCA avança 1,25% em outubro, puxado pela gasolina

Principal indicador da inflação brasileira acumula 10,67% nos últimos 12 meses

Supermercado em São Paulo
10 de Novembro, 2021 | 09:04 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) teve alta mensal de 1,25% em outubro, puxado pelos preços dos combustíveis, com destaque para a gasolina.

É o maior avanço para o mês desde outubro de 2002. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Todos os nove grupos de produtos e serviços pesquisados subiram em outubro, com destaque para os transportes (2,62%), principalmente, por conta dos combustíveis (3,21%). A gasolina subiu 3,10% e teve o maior impacto individual no índice do mês (0,19 p.p.).

Foi a sexta alta consecutiva nos preços desse combustível, que acumula 38,29% de variação no ano e 42,72% nos últimos 12 meses.

PUBLICIDADE
  • Com isso, o IPCA acumula altas de 8,24% no ano e de 10,67% nos últimos 12 meses, acima do registrado nos 12 meses imediatamente anteriores (10,25%)

Também aceleraram os preços das passagens aéreas (33,86%). Houve alta em todas as regiões pesquisadas, que foram desde 8,10% em Rio Branco até 47,52% em Recife.

Veja mais: Gol acumula prejuízo de R$ 4,4 bi em 9 meses e aposta na retomada

Outro destaque foi a aceleração dos preços do transporte por aplicativo (19,85%), que já haviam subido 9,18% em setembro. Os automóveis novos (1,77%) e usados (1,13%) também seguem em alta e acumulam, em 12 meses, variações de 12,77% e 14,71%, respectivamente.

Os preços também avançaram no grupo dos alimentos e bebidas (1,17%), segunda maior contribuição (0,24 p.p.) no IPCA, puxado pelas altas no tomate (26,01%) e na batata-inglesa (16,01%), que fizeram acelerar a alimentação no domicílio (1,32%).

PUBLICIDADE

Leia também

Amazon anuncia 5,5 mil vagas temporárias no Brasil para Black Friday e Natal

Ana Siedschlag

Ana Carolina Siedschlag

Editora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero e especializada em finanças e investimentos. Passou pelas redações da Forbes Brasil, Bloomberg Brasil e Investing.com.