PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ibovespa dispara 3,7% e retoma 104 mil pontos em dia de recuperação

Nova variante da Covid-19, aprovação da PEC dos precatórios e dados do PIB ditaram negócios nos mercados locais

Bolsa superou os 104.000 pontos nesta quinta-feira
02 de Dezembro, 2021 | 06:30 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Ibovespa encerrou a quinta-feira (2) em forte alta, seguindo o movimento observado nas bolsas de Nova York. Os mercados se recuperaram das perdas da véspera com os temores diante do avanço da variante ômicron da Covid-19 ao redor do mundo. Na cena local, os investidores olharam para a PEC dos precatórios, que foi aprovada no Senado, e para os dados do PIB, que mostraram recessão técnica. O dólar recuou, juntos com as taxas do DI.

PUBLICIDADE
  • A bolsa subiu 3,66%, batendo os 104.000 pontos. Um dos destaques positivos do índice é a Braskem (BRKM5). A ação teve a maior alta percentual da bolsa com dividendos e a potencial venda de fatia pela Novonor. O dólar ficou em R$ 5,65.

O Senado aprovou nesta tarde a PEC do Precatórios, que viabiliza o pagamento do Auxílio Brasil, em uma votação folgada: 64 votos a 13 (primeiro turno) e 61 a 10 (segundo turno). O texto do relator Fernando Bezerra (MDB-PE), que é líder do governo, foi alterado até pouco antes do início da votação para costurar a adesão do MDB, do PSDB e do Cidadania. Eram necessários 49 votos. O texto terá de voltar a ser votado pela Câmara dos Deputados já que sofreu mudanças no Senado.

Ainda por aqui, a indicação de que a economia brasileira entrou em recessão no terceiro trimestre reduz a possibilidade de que o Banco Central acelere novamente o ritmo de aperto monetário, como ainda esperava parte do mercado.

PUBLICIDADE

Após os números divulgados nesta quinta-feira, alguns analistas acreditam que o comunicado do Copom na próxima semana pode até sinalizar desaceleração da magnitude de alta da Selic em 2022.

Nos EUA, as bolsas de NY se recuperam após a maior venda consecutiva desde outubro de 2020, com a retomada de compras de algumas das ações mais atingidas pela pandemia.

dfd
  • Câmbio: O dólar caiu 0,21% para R$ 5,65;
  • Bolsa: O Ibovespa avançou 3,66%, para 104.466 pontos;
    • Entre as maiores altas percentuais ficaram Braskem (BRKM5), JHSF (JHSF3) e CSN (CSNA3). Nas maiores perdas: Americanas SA (AMER3), Grupo Soma (SOMA3) e Banco Inter (BIDI11);
  • Juros: O DI com vencimento para janeiro de 2025 subiu de 11,49% para 11,18% enquanto o de 2027 ia de 11,44% para 11,16%;
  • Exterior: Em Nova York, o Dow Jones subiu 1,82%, o S&P 500 teve alta de 1,42% e o Nasdaq, de 0,83%;
  • Bitcoin: Perto das 18h00, a criptomoeda operava em queda de 0,05%, a US$ 56.955

-- Com informações de Bloomberg News

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.