promo
Mercados

Grupo de saúde de Wuhan avalia IPO em Hong Kong em 2022

Território bateu recorde de arrecadação com IPOs do setor de saúde

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Wuhan Asia Heart Hospital, grupo privado de serviços de saúde, está planejando uma oferta pública inicial em Hong Kong que pode arrecadar algumas centenas de milhões de dólares, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

O grupo está trabalhando com o JPMorgan e o Morgan Stanley na oferta, disseram as fontes, pedindo para não serem identificadas porque as informações não são públicas. Um IPO poderia ocorrer já no próximo ano, disseram.

As informações da oferta, como valor de arrecadação e porte, ainda são preliminares e estão sujeitas a alteração, acrescentaram as fontes. Representantes do JPMorgan, Morgan Stanley e Wuhan Asia Heart Hospital não quiseram comentar.

Desde a reforma de suas regras de listagem em 2018, que permitiam que empresas de biotecnologia em fase inicial, Hong Kong se tornou um local movimentado para IPOs de saúde. A tendência aumentou no ano passado, quando o setor de saúde se tornou o grande vencedor da pandemia para os investidores, devido à propagação da pandemia do coronavírus.

Veja mais: IPOs globais ultrapassam a marca de US$ 600 bi, no melhor ano já registrado

Este ano contou com ainda mais IPOs do setor de saúde, com US$ 7,4 bilhões arrecadados até agora em Hong Kong – o maior valor já registrado – segundo dados compilados pela Bloomberg. No entanto, o desempenho tem sido irregular, pois os investidores evitaram negócios em meio a uma desaceleração mais ampla do mercado. Dados mostram que as listagens de saúde e biotecnologia em Hong Kong este ano caíram em média 15,5% em relação a seus preços de IPO.

O Wuhan Asia administra instalações, incluindo um hospital especializado em doenças cardiovasculares de mesmo nome, fundado em 1999, de acordo com seu site. O hospital tem 750 leitos e atende em média mais de 29 mil casos por ano. A General Atlantic investiu US$ 150 milhões no grupo em 2018, segundo comunicado da época.

--Com assistência de Dong Lyu.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

E-commerce domina novas locações de galpões na América Latina