promo
Mercados

Dólar dispara com mau humor externo e bolsa oscila

Além do clima negativo no exterior, incertezas fiscais locais continuam no radar

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O dólar sobe mais de 1% na tarde desta terça-feira (23), refletindo o clima desfavorável no exterior após o governo dos Estados Unidos anunciar a liberação de reservas de emergência de petróleo do país para conter o aumento dos preços dos combustíveis no mundo. A recondução de Jerome Powell na presidência do Fed também segue sendo avaliada. Já a bolsa oscila entre leves altas e baixas, com os riscos fiscais locais e o avanço da inflação ainda preocupando os investidores.

  • A moeda americana se aproxima dos R$ 5,65, enquanto a bolsa opera na casa dos 102.000 pontos. Ações da Vale (VALE3) da CSN (CSNA3), da Gerdau (GGBR4) e da Usiminas (USIM5) avançam com força, pegando carona na alta do minério de ferro no exterior. Os juros futuros avançam com os receios de perda de controle dos rumos da inflação pelo Banco Central.

Os preços do minério de ferro em Singapura avançaram cerca de 14% em apenas três dias, enquanto os futuros na China subiram no limite intradiário na terça-feira. Com os cortes na produção de aço mais altos do que o esperado este ano, as apostas são de que as siderúrgicas no gigante asiático vão aumentar os volumes no mês que vem.

Já os EUA vão liberar 50 milhões de barris de petróleo bruto de sua Reserva Estratégica de Petróleo em conjunto com a China, Japão, Índia e Coreia do Sul, disse a Casa Branca em comunicado - uma tentativa coordenada sem precedentes de três dos maiores consumidores de petróleo do mundo para domar os preços e que pode provocar uma reação da Opep+.

  • Câmbio: Perto das 14h15, o dólar operava em alta de 1,13% a R$ 5,64;
  • Bolsa: O Ibovespa subia 0,30%, a 102.424 pontos;
    • Entre as maiores altas percentuais estavam Braskem (BRKM5), Usiminas (USIM5) e CSN (CSNA3). Nas maiores perdas: Locaweb (LWSA3), Banco Inter (BIDI11 e BIDI4) e Petz (PETZ3)
  • Juros: O DI com vencimento para janeiro de 2025 avançava de 12,11% para 12,29% enquanto o de 2027 ia de 11,96% para 12,11%;
  • Exterior: Em Nova York, o Dow Jones avança 0,13%, enquanto o S&P 500 recua 0,24% e o Nasdaq 1,00%;

-- Com informações de Bloomberg News

Leia também

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.