Mercados

Ibovespa avança com investidores mirando varejistas na Black Friday

Magazine Luiza, Via e Grupo Soma lideravam as altas do pregão, enquanto Petrobras recua com petróleo no exterior

Investidores vão às compras do pregão desta sexta (19)
19 de Novembro, 2021 | 02:14 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, seguia em clima de otimismo nesta sexta-feira (19), em linha para fechar em alta pela primeira vez em cinco sessões empurrada por ações de grandes varejistas, uma semana antes da Black Friday.

Os investidores ignoram, em parte, o clima misto do exterior, que coloca o índice americano Dow Jones no negativo nesta tarde. As bolsas da Europa fecharam no vermelho após a Áustria declarar um novo lockdown por conta do aumento de casos de Covid-19 no país, enquanto a Alemanha restringe as atividades para os não vacinados.

  • Perto das 13h55, o índice brasileiro subia 1,54%, a 103.563 pontos
  • O dólar futuro subia 0,24%, a R$ 5,5710
  • O índice Dow Jones, nos EUA, caía 0,53%, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq caíam 0,08% e 0,35%

Ontem, o índice Nasdaq Composite terminou o dia marcando 15.993,71, nova máxima de fechamento, com alta de 0,45%. No ano, o índice acumula ganhos de 24,1%.

Por aqui, o foco continua nas negociações do governo em torno da PEC dos Precatórios. Segundo informações da Bloomberg News, a equipe econômica liderada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, estaria avaliando a necessidade de mostrar ao mercado o compromisso com a redução dos gastos públicos e a agenda de reformas.

PUBLICIDADE

Segundo a reportagem, foi isso que levou Guedes a voltar a falar da necessidade de o Congresso aprovar a reforma administrativa antes mesmo do fim da tramitação da PEC.

Ações em destaque

Faltando uma semana para o maior evento de compras do ano, a Black Friday, ações de varejistas como Magazine Luiza, Via e o conglomerado de moda Grupo Soma disparavam na B3

  • Os papéis do Magalu (MGLU3) subiam 9,38%, enquanto Via e Soma avançavam 5,56% e 7,3%, respectivamente
  • Na ponta oposta, os papéis da Petrobras e da PetroRio recuavam com força, na esteira da queda do petróleo no exterior

Investidores monitoram a possibilidade dos EUA liberarem as reservas estratégicas da commodity como uma ferramenta contra a alta de preços de combustíveis no país.

Na Europa, a perspectiva de lockdowns na Europa aumentou o apelo por ações de empresas que se beneficiam de restrições relacionadas à pandemia, como empresas de delivery e fabricantes de computadores.

PUBLICIDADE

Leia também

Minério sobe com expectativa de alívio para setor imobiliário

Ana Siedschlag

Ana Carolina Siedschlag

Editora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero e especializada em finanças e investimentos. Passou pelas redações da Forbes Brasil, Bloomberg Brasil e Investing.com.

PUBLICIDADE