Mercados

Musk segue vendendo ações da Tesla, agora quase na metade da promessa

Empresário precisaria vender cerca de 17 milhões de ações, mais do que o dobro que ele já vendeu nos últimos dias, para cumprir acordo no Twitter

CEO da Tesla tem milhões de opções de ações que precisa exercer antes de agosto próximo, algo que ele não divulgou na pesquisa do Twitter
17 de Novembro, 2021 | 08:27 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O empresário Elon Musk continuou a se desfazer de ações da Tesla pelo sétimo dia consecutivo, chegando quase na metade do caminho da promessa de vender 10% da participação na fabricante de carros elétricos.

O CEO da companhia alienou na terça-feira (16) 934.091 ações no valor de cerca de US$ 973 milhões, de acordo com documentos regulatórios. Isso segue os US$ 7,8 bilhões de vendas que ele realizou desde o questionário no Twitter, em 6 de novembro, se deveria reduzir sua participação. Musk também exerceu 2,1 milhões de opções de ações na terç, e parte das vendas de ações foram para ajudar a pagar os impostos sobre isso.

Veja mais: Brasil busca Elon Musk para conectar escolas e proteger a Amazônia

Vendas de ações da Tesla

Para atingir o limite de venda de 10% da participação, Musk precisaria vender cerca de 17 milhões de ações, o que equivale a cerca de 1,7% das ações em circulação da empresa. Até agora, ele se livrou de cerca de 8,2 milhões de ações. Se suas opções exercíveis forem levadas em consideração, ele precisará vender ainda mais.

PUBLICIDADE

Musk exerceu 6,4 milhões de opções desde a pesquisa do Twitter, na qual ele não revelou que tinha derivativos vencendo no ano que vem. Ele disse em setembro que provavelmente exercitaria “um grande bloco” deles até o final deste ano. No mesmo mês, estabeleceu um plano de negociação para realizar “uma venda ordenada de ações relacionadas ao exercício de opções de ações”, mostram os arquivos.

As ações da Tesla subiram até 2,4% no pré-mercado dos EUA, após subir 4,1% na sessão anterior, em US$ 1.054,73. O papel caiu 14% em relação ao pico em 4 de novembro.

Musk é a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna de US$ 288,5 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

--Com a colaboração de Andrew Heathcote e Jane Pong

PUBLICIDADE

Leia também

Petróleo recua com investidores de olho em reservas estratégicas