PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde

Israel prepara ‘teste de guerra’ contra possível variante mais letal da Covid-19

Simulação terá o formato de um jogo de guerra e é chamada de ‘Omega Drill’, de acordo com o presidente, Naftali Bennett

Governo israelense conduzirá exercício nacional amanhã com o objetivo de examinar a prontidão nacional para o surto em mass
11 de Novembro, 2021 | 08:35 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Israel começou nesta quinta-feira (11) um exercício em todo o país para testar a prontidão no caso de um surto de uma nova variante do Covid-19, mais letal.

O exercício, realizado em três sessões para simular a passagem do tempo após um potencial surto, testará a resiliência dos sistemas que determinam políticas de lockdown, monitoram variantes, oferecem suporte econômico aos cidadãos, impõem quarentenas e vigiam as travessias de fronteira.

“Enquanto a situação do coronavírus no mundo estiver se deteriorando, Israel está seguro e protegido”, disse o primeiro-ministro Naftali Bennett em um comunicado. “Para manter isso e salvaguardar a continuidade da vida normal, devemos continuar monitorando de perto a situação e nos preparando para qualquer cenário.”

O governo israelense conduzirá um exercício nacional amanhã com o objetivo de examinar a prontidão nacional para o surto em massa de uma nova variante letal do COVID-19.

PUBLICIDADE

A simulação terá o formato de um jogo de guerra e é chamada de “Omega Drill”.

O número de israelenses gravemente enfermos com Covid-19 caiu de cerca de 700 no final de agosto para 149 em 10 de novembro, enquanto o número de novas infecções diárias caiu de cerca de 10.000 para pouco menos de 500.

Israel abriu suas portas para turistas totalmente vacinados neste mês, mesmo com especialistas pedindo a implementação de restrições mais rígidas. Também está se preparando para vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19.

Leia também

Mercados dormem e acordam com dúvida sobre transitoriedade da inflação