promo
Mercados

Ibovespa oscila e dólar cai com foco nos precatórios

Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, anunciou que irá incluir a PEC dos Precatórios na pauta da sessão de hoje (3)

Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — O Ibovespa reverteu a queda e passou a subir na tarde desta quarta-feira (3), enquanto o dólar e as taxas dos juros futuros caem, com os investidores de olho em Brasília na votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. No início da tarde, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou que irá incluir a PEC na pauta da sessão de hoje, às 18h00. O mercado também aguarda a decisão de juros do banco central americano, às 15h00 - na expectativa de informações sobre a redução de compras de ativos pelo Federal Reserve - enquanto digere a ata do Copom, divulgada pela manhã.

  • A bolsa oscila entre leves altas e baixas, operando na casa dos 105.000 pontos. O tombo nas ações da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR4) impede ganhos maiores do índice. Já o dólar é negociado abaixo dos R$ 5,65.

A possível aprovação PEC dos precatórios abriria espaço para que o governo avance com o novo programa social, o Auxílio Brasil.

Sobre a ata do Copom, um relatório do Goldman Sachs afirma que “a ata foi significativamente mais hawkish do que o comunicado da reunião do Copom, com o BC sinalizando uma postura monetária significativamente restritiva com uma taxa terminal visivelmente acima do cenário básico (onde a Selic atinge um pico de 9,75% no início de 2022).”

Para a decisão de juros do Federal Reserve, a expectativa dos investidores é de um anúncio sobre o início do tapering, a redução das compras de títulos iniciadas com a pandemia para amortecer a economia americana.

Mercado agora

  • Câmbio: Perto das 14h00, o dólar operava em queda de 1,29% a R$ 5,60
  • Bolsa: O Ibovespa subia 0,57%, a 106.156 pontos
    • Entre as maiores altas percentuais estavam Lojas Americanas (LAME4), Grupo Soma (SOMA3) e Yduqs (YDUQ3). Nas maiores perdas estavam Vale (VALE3), Bradespar (BRAD4) e CSN (CSNA3)
    • Destaques da bolsa: Controlado pelo BTG Pactual, o Banco PAN viu seu lucro encolher 5% no terceiro trimestre em relação ao segundo, registrando redução nas novas operações de crédito consignado, de financiamentos de veículos, além de aumento de indicador de inadimplência e nas despesas com provisões de créditos, no ambiente de aperto monetário patrocinado pelo Banco Central para conter a inflação, o que tende a desencorajar a tomada de empréstimos.
  • Juros: O DI com vencimento para janeiro de 2023 recuava de 12,35% para 12,21% e o de 2025 ia de 12,59% para 12,24%
  • Exterior: Em Nova York, o Dow Jones recuava 0,31% e o S&P 500 0,12%, enquanto o Nasdaq subia 0,10%

-- Com informações de Bloomberg News

Leia também

Visão do mercado de rápido aperto do Fed pode estar errada

BID Invest emite primeiro título azul da América Latina

Fernando de Noronha terá voo direto de Congonhas, em São Paulo

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.