PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ibovespa cai e dólar dispara de olho no fiscal

Investidores também seguem digerindo decisão do Copom anunciada ontem (27)

Após decisão da Selic, mercado volta atenções para riscos fiscais
28 de Outubro, 2021 | 02:53 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — O Ibovespa cai e o dólar opera em forte alta na tarde desta quinta-feira (28), com os investidores digerindo o aumento da taxa básica de juros, a Selic, para 7,75%, e também com foco nas contas públicas, após notícia de que o governo planeja estender o auxílio emergencial caso a PEC dos Precatórios não passe na Câmara.

  • A bolsa opera abaixo dos 106.000 pontos, enquanto o dólar ultrapassa os R$ 5,60. A notícia sobre a prorrogação do auxilio também acelerou algumas taxas dos DIs, que dispararam.

Com as dificuldades enfrentadas pela proposta de emenda constitucional (PEC) dos Precatórios na Câmara, o governo já admite a possibilidade de prorrogação ao auxílio emergencial, segundo a CNN Brasil. De acordo com fontes ouvidas pelo veículo, ministros indicaram a líderes que o governo avalia decretar um novo estado de calamidade pública, o que viabilizaria gastos além do teto.

PUBLICIDADE

A emissora diz que o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, trataram do tema com os líderes partidários da Câmara hoje (28). Mesmo com a ideia tendo adesão entre deputados e senadores, integrantes do governo já preparam um discurso para justificar a medida. A última parcela do auxílio vigente foi paga em outubro.

Mercado agora

  • Câmbio: Perto das 14h15, o dólar operava em alta de 1,45% a R$ 5,61
  • Bolsa: O Ibovespa caía 0,41%, a 105.929 pontos
  • Juros: O DI com vencimento para janeiro de 2023 disparava de 11,41% para 12,28%. A taxa para janeiro de 2025 subia de 11,65% para 12,36%
  • Exterior: Em Nova York, o Dow Jones sobe 0,39%, o S&P 500 subiam 0,67% e o Nasdaq 1,05%

-- Com informações de Bloomberg News

Leia também

PUBLICIDADE

Risco fiscal faz BC apertar o ritmo para os juros; veja o que dizem os economistas

Economistas veem Selic na casa dos 10% no começo de 2022

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.