promo
Mercados

Mercados iniciam última semana do mês com perdas na Ásia; lira desaba

Agenda da semana inclui divulgação de resultados importante do setor de tecnologia, além de dados de inflação, atividade na China e recrudescimento da Covid

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os mercados asiáticos iniciaram os negócios desta segunda-feira (noite de domingo no Brasil) com perdas. Os investidores analisam nesta semana dados sobre inflação elevada, enquanto aguardam os resultados financeiros de algumas das principais empresas de tecnologia dos EUA.

Ações recuam no Japão e na Coreia do Sul, enquanto sobem na Austrália. Já os índice futuros de Hong Kong e de Wall Street também têm leva baixa. Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA de 10 anos sobem, em linha com o dólar.

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sinalizou na sexta que a inflação pode ficar mais alta por mais tempo, deixando claro que o banco central começará a reduzir suas compras de títulos em breve, mas permanecerá paciente com o aumento das taxas de juros.

A lira turca recua na manhã desta segunda após as ameaças no fim de semana do presidente Recep Tayyip Erdogan de expulsar embaixadores de 10 países estrangeiros, incluindo os dos EUA e da Alemanha. A moeda era negociada com baixa de 1,2%, a 9,7239 unidades por dólar, pouco antes das 4h em Istambul (22h do domingo em Brasília). A moeda chegou a cair perto de 2% no início dos negócios.

O dólar segue estável contra os principais pares no início do pregão asiático.

Os investidores estão monitorando um surto da variante do vírus delta na China que deve piorar, bem como os desafios econômicos mais amplos de uma desaceleração do setor imobiliário e restrições regulatórias no país asiático. Enquanto isso, nos EUA, as cinco maiores empresas de tecnologia devem divulgar resultados, testando o argumento de que o setor é uma fonte de receita confiável e com crescimento de lucro.

As ações globais permaneceram resilientes em face aos riscos de pressões de preço alimentadas por gargalos na cadeia de suprimentos e custos mais altos de energia. Mas os investidores continuam temendo que a volatilidade possa aumentar à medida que os bancos centrais começarem a apertar a política monetária para manter a inflação sob controle.

“Embora o risco de uma correção para as ações permaneça - com questões em torno da inflação e a desaceleração da China provavelmente perdurando por um tempo - elas parecem continuar escalando”, disse Shane Oliver, chefe de estratégia de investimento e economista-chefe da AMP Capital, em uma nota.

Em outro lugar, a reunião do Banco Central Europeu (BCE) nesta semana será observada de perto para orientação sobre seu programa de compra de títulos pandêmicos.

O petróleo Brent era negociado acima de US$ 85 na manhã desta segunda, com alta de 0,3%. A Arábia Saudita disse que os produtores de petróleo não devem considerar o aumento dos preços como garantido porque a pandemia do coronavírus ainda pode atingir a demanda. O Bitcoin estava sendo negociado em torno de US$ 61 mil.

Agenda

Aqui estão alguns eventos para assistir esta semana:

  • Resultados: Amazon, Apple, Facebook, Microsoft, Twitter, Samsung Electronics, HSBC Holdings, China Vanke, PetroChina, Ping An Insurance Group
  • CPI da Austrália, quarta-feira
  • Estoques de atacado dos EUA, bens duráveis dos EUA, quarta-feira
  • Decisão de política monetária do Banco do Japão, briefing, quinta-feira
  • Decisão do BCE sobre as taxas, briefing da presidente Christine Lagarde, quinta-feira
  • PIB dos EUA, pedidos iniciais de auxílio-desemprego, quinta-feira
  • Reunião conjunta de ministros de finanças e saúde do G-20 antes da cúpula dos líderes no fim de semana, sexta-feira

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • Futuros do S&P 500 recuavam 0,2% pouco antes das 10h de segunda em Tóquio (22h de domingo em Brasília); na sexta tiveram baixa de 0,1%
  • Futuros do Nasdaq 100 caíam 0,2%; na sexta baixa foi de 0,9%
  • Índice Topix de Tóquio cai 0,4%
  • Índice S&P/ASX 200 da Austrália subiram 0,4%
  • Índice Kospi de Seul cai 0,6%
  • Os futuros do índice Hang Seng caíam 0,4%

Moedas

  • O iene japonês é negociado a 113,62 por dólar
  • O yuan offshore é negociado a 6,3826 por dólar
  • O Bloomberg Dollar Spot Index operava estável
  • O euro era negociado a US$ 1,1645

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos sobem 2 basis-point para 1,65%

Commodities

  • O petróleo bruto do tipo WTI (West Texas Intermediate) subiu 0,4%, para US$ 81,10 o barril
  • O petróleo Brent sobe 0,3% para US$ 85,76 o barril
  • O ouro estava era negociado a US$ 1.795,30 a onça

(atualizado às 21h55 com cotações mais recentes)

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Quem é o negociador mexicano em Xangai por trás do Spac de Trump?

China espera que novo surto de Covid piore nos próximos dias