PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Vale pesa e Ibovespa oscila, com fiscal no radar

Possibilidade de desrespeito ao teto de gastos e relatório final da CPI são monitorados de perto pelos investidores por aqui e impedem o índice de acompanhar o otimismo dos EUA

Estos activos son los más expuestos a la inflación provocada por materias primas
20 de Outubro, 2021 | 11:37 am
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — O principal índice da B3 oscila entre perdas e ganhos no início da sessão desta quarta-feira (20), com o peso da queda da ação da Vale (VALE3) e as tensões quanto às regras fiscais pairando pelos mercados desde a véspera. Hoje, além das preocupações quanto à possibilidade de o novo Auxílio Brasil furar o teto de gastos, há ainda atenções voltadas para o relatório final da CPI da Covid no Senado, que pode ser mais um fator de enfraquecimento para o governo.

Nos Estados Unidos, as ações sustentam o sexto dia de alta, colocando o S&P 500 próximo ao recorde, com traders ponderando os balanços e os riscos de pressões inflacionárias. A Tesla é destaque entre as divulgações de resultados hoje após o fechamento dos mercados.

PUBLICIDADE

As criptomoedas também estão em dia de bom humor, com o Bitcoin renovando recorde histórico, na esteira do otimismo da estreia do primeiro ETF de futuros do maior token do mundo ontem (19) nos EUA.

  • Perto das 11h15, o Ibovespa buscava firmar alta e subia 0,48%, a 111.204 pontos, após oscilar na primeira hora da sessão
    • Alta dos papéis da Petrobras (PETR4 e PETR3) ofuscavam as fortes perdas das ações da Vale (VALE3)
  • O dólar operava em queda de 0,55%, a R$ 5,567, enquanto a curva de juros avançava. O DI para janeiro próximo subia de 7,584% para 7,618%, e o vencimento para janeiro de 2027 avançava de 11,190% para 11,250%
  • Nos EUA, o Dow Jones subia 0,26%, o S&P 500, 0,39% e o Nasdaq, 0,22%

Contexto

Ontem (19), era esperado que o governo de Jair Bolsonaro anunciasse um novo programa social, o Auxílio Brasil, que, conforme fontes consultadas pela Bloomberg News, levaria a pelo menos R$ 30 bilhões a ficarem fora da regra do teto de gastos. No entanto, os rumores de que o desrespeito fiscal enfraquecia a equipe econômica foram fortes, e pesaram nos mercados, levando a administração a desistir do lançamento.

O outro foco dos mercados locais nesta quarta-feira (20) também é político: o relator da CPI da Covid no Senado, senador Renan Calheiros (MDB-AL), entregou o relatório final à comissão, com pedidos de 68 indiciamentos a pessoas físicas e empresas, incluindo o presidente Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Três filhos do presidente, Eduardo, Flávio e Carlos Bolsonaro, e ex-ministros também estão na relação de Calheiros, além de médicos, empresários e parlamentares. O texto está sendo lido à comissão nesta manhã.

-- Com informações de Bloomberg News

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE