Mercados

Europa enfrenta ‘tempestade perfeita’ no mercado energético, diz JPMorgan

CEO do banco declarou que apesar da crise agravada no setor, o mercado de capitais e as operações de M&A continuam sólidas

Apesar disso, CEO do JPMorgan declara que crash no mercado ainda está longe
Por Ruth David e Stefania Spezzati
04 de Outubro, 2021 | 10:41 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O principal executivo do JPMorgan na Europa diz que o mercado de energia está passando por uma “tempestade perfeita” e não há “certeza de quando os preços do petróleo e do gás vão se recuperar”.

Vis Raghavan, CEO para Europa, Oriente Médio e África do banco de Wall Street, afirmou em entrevista em Londres que espera “um período volátil de recuperações e correções por um tempo”. No entanto, com muitos investidores em busca de oportunidades para utilizar níveis sem precedentes de caixa, “não estamos à beira de um crash no mercado”.

Veja mais: Crise energética é novo obstáculo da meta de carvão da COP26

Ele também declarou que a atividade de mercados de capitais continua alta, principalmente na área de ações. “Os volumes de ações, tanto em dinheiro quanto em derivativos, ainda estão altos e parece que o ímpeto deve continuar”, disse. “As atividades de M&A atingiram recordes e não dão indícios de desaceleração”. O trading de crédito e taxas estão “retornando aos níveis pré-pandemia”.

PUBLICIDADE

Embora os mercados tenham ficado assustados com as questões financeiras do Evergrande, na China, Raghavan não espera muitos transtornos como resultado.

Não vejo nenhuma onda de retiradas em meio às preocupações com as últimas notícias”, disse ele, observando que o JPMorgan continua “comprometido com a China no longo prazo”.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

BDRs da XP estreiam na B3 nesta segunda; entenda proporção

PUBLICIDADE