PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Viagens

Após a pandemia, um tour pelas vinícolas: como é visitar Mendoza hoje?

Um dos destinos argentinos mais escolhidos pelos turistas estrangeiros, região volta a receber visitantes em novembro

Cordilheira dos Andes
Por Bloomberg Línea
25 de Setembro, 2021 | 10:09 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Buenos Aires — Mendoza é uma província argentina que oferece algo único: o melhor vinho Malbec do mundo e a cordilheira dos Andes. Do que recebeu da natureza, a província foi capaz de agregar ainda mais valor e se tornou-se um destino de luxo para o turismo internacional.

  • Retomada: De acordo com a pesquisa de ocupação hoteleira do Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec), Mendoza fechou 2019 com números recordes para o turismo internacional.
  • Visitantes: Naquele ano, 690.024 passageiros visitaram a província, sendo 412.766 residentes no país e 277.258 estrangeiros.

Mas a pandemia afetou Mendoza, bem como a Argentina e o mundo inteiro. A província compreendeu então que a lógica do mercado turístico deveria mudar e passou a oferecer pacotes acessíveis também aos turistas locais e nacionais. Em pouco tempo conseguiu se tornar um dos destinos preferidos dos argentinos.

  • Destino preferido: Segundo relatório da Decolar.com, Mendoza se tornou dos destinos mais escolhidos pelos argentinos junto com Bariloche, Iguaçu e Salta.
  • Ajuda estatal: Isso foi conseguido graças ao impulso do “Programa PreTravel”, somado aos planos de parcelamento sem juros.

Leia mais: Argentina inicia reabertura gradual para brasileiros

Reabertura para estrangeiros

Nas próximas semanas, a Argentina voltará a receber turistas. Primeiro, será de países vizinhos. Isso é um fato animador para Mendoza, que tem conseguido reter visitantes no Chile e no Brasil.

PUBLICIDADE
  • Voos semanais: A companhia aérea chilena Latam solicitou autorização às autoridades argentinas para operar de Mendoza a Santiago do Chile e São Paulo a partir de 18 de outubro. Eles planejam três voos semanais para cada uma dessas duas cidades.
  • Conexões: A Aerolineas Argentinas retomou sua rota da capital Mendoza a Santiago do Chile neste sábado, 25 de setembro. A frequência será semanal todos os sábados.

O que pode ser feito em Mendoza?

Glamping é um conceito que deve ser familiarizado para quem pretende viajar para Mendoza, porque é a hospedagem que mais lhe será oferecida. O alojamento do tipo glamping nasceu em 1999 por meio de um designer francês e oferece uma opção ligada “à sustentabilidade, inovação e versatilidade do desenvolvimento territorial”.

Nova opção de hospedagemdfd


Em Mendoza, esse tipo de hospedagem começou a se desenvolver com mais força a partir da pandemia de Covid-19, pela proposta de adaptada aos novos tempos, que exigem espaço, distância e ventilação.

  • Destino Top 100: A revista Times selecionou Mendoza como um dos 100 destinos a serem visitados ao redor do mundo em 2021. Um dos motivos são suas uvas, e o que vem dessa fruta: o vinho.

A rota dos vinhos de Mendoza ─concentrada no Vale do Uco─ é uma das principais atrações da província, com diferentes tipos de vinícolas que oferecem, além de uma taça, a completa experiência de hospedagem.

PUBLICIDADE
Bodega Andelunadfd

A essas atividades somam-se também as de aventura: passeios de balão e helicóptero, mas também opções mais acessíveis, como cavalgadas, caminhadas, ciclismo e rafting.

Uma das opções mais populares são os passeios pelas montanhasdfd

Requisitos

Desde julho de 2020, a região adotou passos graduais para reabrir a província ao turismo e hoje oferece atividades culturais, turísticas e gastronômicas sem restrições. Não existe uma etapa anterior que o turista argentino deva realizar para visitar Mendoza. É comprar a passagem, reservar uma e curtir. Não é necessário um resultado negativo de covid nem um registro do veículo.

A partir de 1º de novembro, a quarentena será eliminada para estrangeiros dos demais países, desde que tenham vacinação completa, mais exame do tipo PCR com data de 72 horas antes da viagem, mais antígeno na chegada e PCR entre o quinto e o sétimo dia de chegada.

Leia também

Dólar turismo pode ficar mais caro com a retomada dos voos para os EUA

China anuncia que todas transações com criptomoedas são ilegais

Por que o investidor de cripto precisa ficar de olho no caso Evergrande