Internacional

Compras de GNL dos EUA pelo Brasil se aproxima de volumes de asiáticos

Brasil agora tem apenas sete carregamentos a menos do que o Japão, que ocupa o terceiro lugar na importação de gás natural liquefeito dos EUA

Pelo menos dois embarques em setembro têm como destino o Brasil
Por Kevin Varley
08 de Setembro, 2021 | 05:44 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os Estados Unidos embarcaram mais gás natural liquefeito ao Brasil na semana passada, quando o país se juntou à Coreia do Sul, China e Japão como um dos maiores importadores do produto americano em 2021.

Com 80 cargas totais em trânsito, pelo menos dez petroleiros atualmente têm como destino a China, enquanto Brasil e Coreia do Sul devem receber seis cargas cada, segundo dados de navios analisados pela Bloomberg News. No acumulado do ano, o Brasil agora tem apenas sete carregamentos a menos do que o Japão, que ocupa o terceiro lugar na importação de GNL dos EUA.

Muitas das cargas para a China estão há semanas em trânsito, mas pelo menos uma partiu em setembro, enquanto o país tenta reduzir a demanda em meio a preços mais altos. Pelo menos dois embarques em setembro têm como destino o Brasil, que atualmente enfrenta uma crise hídrica.

A oferta para exportações dos EUA continua forte, com a média móvel de cinco dias para fluxos líquidos em 11 bilhões de pés cúbicos em 8 de setembro, 4,9% acima da média do ano até o momento.

PUBLICIDADE

Exportadores carregaram 19 navios-tanque até o momento em setembro, uma redução de 4,4% em cargas por dia em relação a agosto, quando 88 cargas foram exportadas.

Desempenho semanal

Na semana até 6 de setembro, 16 navios-tanque chegaram a 7 países. A Coreia do Sul liderou o ranking mundial com 4 carregamentos, seguida por Brasil, China e Taiwan, cada um dos quais recebeu três cargas.

No acumulado do ano, a Coreia do Sul lidera com 91 embarques, a China recebeu 82 petroleiros e o Japão, 79, seguido pelo Brasil com 72 importações.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Montadoras temem impacto da instabilidade institucional no Brasil nas vendas de veículos

Lira pede fim de “bravatas” e diz que país precisa de diálogo

Luiz Fux: desobedecer decisão do STF é crime de responsabilidade

PUBLICIDADE