PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Bolsa hoje: Expectativa com reformas leva Ibovespa a recuperar os 119 mil pontos

Por outro lado, dólar e juros absorveram mais as tensões políticas e fiscais e em torno da crise hídrica que assombram o país e fecharam em alta

Otimismo externo e esperanças quanto a reformas locais contrabalançaram as tensões políticas e sobre a crise hídrica
01 de Setembro, 2021 | 06:47 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — As altas das bolsas lá fora e o aparente fluxo positivo em favor das reformas por aqui impulsionaram o Ibovespa a fechar em alta na sessão de hoje e a recuperar o patamar dos 119 mil pontos. A possibilidade de votação da reforma do Imposto de Renda ainda hoje, que, segundo o Valor, foi informada pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, aos líderes da Casa, ajudou a renovar as esperanças sobre o andamento da pauta. Além disso, a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, quanto ao avanço dos projetos de reformas, em evento da Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo, também impulsionou o bom humor.

Em contrapartida, as permanentes tensões políticas, com a proximidade das manifestações de 7 de setembro, além das incertezas quanto ao cumprimento das obrigações do governo e em torno da crise hídrica ainda perturbam os investidores, que puxaram o dólar e a curva de juros pra cima na sessão desta quarta-feira (1). O resultado do produto interno bruto (PIB) do segundo trimestre, divulgado pela manhã, agravou o cenário e se juntou à lista dos receios do mercado.

PUBLICIDADE

Para alívio doméstico, o Nasdaq fechou em nova máxima histórica nos Estados Unidos com impulso das ações tecnológicas. Papéis como Amazon e Apple, que tiveram fortes ganhos no ponto mais alto da pandemia, voltaram a apresentar fortes altas na sessão. Já o S&P 500 e o Dow Jones não tiveram tanta força assim, com dados do mercado de trabalho no radar. Mais cedo, o ADP divulgou que o país criou 374.000 vagas de emprego no mês passado, bem abaixo das estimativas. O registro é uma prévia para o número oficial de criação de empregos, o Payroll, esperado para sexta-feira (3). Amanhã (2), os americanos divulgam dados dos pedidos de seguro-desemprego, que também será acompanhado de perto.

  • O Ibovespa fechou em alta de 0,52%, a 119.395 pontos
    • Marfrig (MRFG3), Eneva (ENEV3) e B2W (AMER3) foram as maiores altas percentuais; na ponta oposta, lideraram Cielo (CIEL3), Usiminas (USIM5) e PetroRio (PRIO3)
  • O dólar fechou em alta de 0,69%, a R$ 5,19. A curva de juros seguiu a mesma tendência e também avançou. O DI para janeiro próximo fechou em alta de 6,5 pontos base, para 6,805%, enquanto o vencimento para janeiro de 2027 subiu 2 pontos base, para 9,970%
  • Nos EUA, o Nasdaq fechou em alta de 0,33%, o S&P 500, 0,03%, enquanto o Dow Jones recuou 0,14%

Leia também

Em meio à crise hídrica, Taesa antecipa entrega de nova linha Nordeste-Sudeste

PUBLICIDADE

Com inflação e crise hídrica, investimento em energia solar se paga entre 3 e 6 anos

PIB decepciona e economistas revisam estimativas para baixo

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE