Internacional

Japão investiga a morte de duas pessoas que tomaram vacina da Moderna

Ministério da Saúde conduzirá as investigações junto com especialistas independentes externos e continuará avaliando a segurança da vacina

Japão investiga relação de vacina da Moderna com duas mortes
Por Yuko Takeo
28 de Agosto, 2021 | 02:31 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

O Japão está investigando as mortes de duas pessoas que receberam vacina contra Covid-19 da Moderna Inc. em lotes de imunizastes que já foram suspensos.

Embora a relação entre as mortes e as vacinas não esteja clara, o Ministério da Saúde conduzirá as investigações junto com especialistas independentes externos e continuará avaliando a segurança da vacina, de acordo com um comunicado no sábado.

O uso dos três lotes foram suspensos após relatos de que partículas estranhas tinham sido encontradas em um dos lotes. As mortes foram relacionadas a um lote que não teve partículas estranhas relatadas, embora tenha sido produzido na mesma instalação em uma época semelhante, disse o Ministério da Saúde.

A Takeda Pharmaceutical Co Ltd., distribuidora local da vacina Moderna, e fabricante da vacina no país, informou que é importante que a relação entre as mortes e as vacinas seja investigada oficialmente. Nenhuma conexão foi identificada até agora, disseram os fabricantes em um comunicado conjunto no sábado.

PUBLICIDADE

“A investigação está sendo conduzida com o maior senso de urgência, transparência e integridade e é da mais alta prioridade”, disseram as empresas. “A Takeda e a Moderna manterão o público informado à medida que aprendemos mais.”

A Takeda solicitou que a Moderna e a organização europeia contratada pela Moderna para fabricar o imunizante conduzam “urgentemente” uma investigação completa para determinar a natureza da substância estranha, de acordo com o comunicado conjunto.

“Estamos cientes de relatórios não oficiais que forneceram uma indicação inicial do tipo de partícula nos frascos”, disseram eles. “Esses relatórios são inconclusivos e é importante contar com uma investigação formal antes de determinar a natureza precisa da partícula. A Moderna está conduzindo essa investigação e os frascos foram enviados a um laboratório qualificado para análise e as descobertas iniciais estarão disponíveis no início da próxima semana. "

No início da semana, a Takeda disse que não havia preocupações de segurança relacionadas aos frascos parados, e as vacinações usando outras injeções de Moderna no Japão continuarão como de costume.

PUBLICIDADE

Cerca de 124,5 milhões de doses de vacina foram administradas no Japão, e cerca de 43,5% de sua população está totalmente inoculada, mostraram dados do governo.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia mais

Cinco assuntos quentes para o Brasil na próxima semana

Eduardo Leite diz que terceira via só vai se viabilizar em março

Hidrelétricas podem ser desativadas por conta da seca, avisa Bolsonaro

PUBLICIDADE