PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

IBM fecha escritórios em Nova York após disparada nos casos de Covid-19

A companhia abriu dois de seus 10 escritórios na cidade nas últimas semanas, e os locais estavam disponíveis para um pequeno número de funcionários de forma voluntária

Em março, o CEO Arvind Krishna disse que esperava ver 80% dos funcionários da IBM trabalhando em um modelo híbrido depois que a pandemia recuasse
Por Jackie Davalos
20 de Agosto, 2021 | 10:58 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A International Business Machines (IBM) está fechando temporariamente seus escritórios na cidade de Nova York em meio ao aumento dos casos de Covid-19 na Big Apple, mas a empresa não atrasou os planos de reabrir outras localidades nos EUA até setembro.

Os funcionários foram notificados na quarta-feira (18) que os escritórios da cidade de Nova York estarão abertos apenas para funcionários essenciais, afirmou a porta-voz da IBM em comunicado, citando “condições clínicas atuais” que “não atendem aos protocolos de saúde e segurança da IBM”.

Veja mais: Apple vai aumentar frequência de testes de Covid nas equipes

A decisão da IBM ocorre no momento em que a variante delta estimula as empresas a reavaliar os planos de retorno ao trabalho à medida que as infecções aumentam em todo o país. O departamento de saúde da cidade de Nova York relatou 1.820 novos casos Covid em uma média de sete dias em 16 de agosto, quase três vezes mais alta do que seu registro de 607 de 16 de julho. As hospitalizações diárias na cidade permaneceram relativamente baixas, com uma média de sete dias de 86 relatados em 16 de agosto, contra 29 em 16 de julho. A Apple disse que fechou sua loja em Charleston, Carolina do Sul, depois que mais de 20 funcionários foram expostos ao Covid-19.

PUBLICIDADE

“Desde o início da pandemia, a IBM tem seguido um conjunto de protocolos em todas as nossas localidades globalmente, que incluem diretrizes do governo local, condições clínicas e de saúde locais e bem-estar dos funcionários para determinar um retorno seguro ao local de trabalho”, disse a porta-voz . A política atual da IBM exige máscaras nos escritórios, independentemente do status de vacinação.

Veja mais: Apple adia retorno a escritórios pelo menos até janeiro

A IBM abriu dois de seus 10 escritórios em Nova York nas últimas semanas e os locais estavam disponíveis para um pequeno número de funcionários de forma voluntária. A empresa, com sede em Armonk, Nova York, disse aos funcionários dos EUA em junho para voltarem ao trabalho pessoalmente na semana de 7 de setembro. A data permanece em vigor para outros locais fora de Nova York, desde que as condições clínicas e de saúde locais permaneçam positivas, o disse a porta-voz.

Em março, o CEO Arvind Krishna disse que esperava ver 80% dos funcionários da IBM trabalhando em um modelo híbrido depois que a pandemia recuasse e expressou preocupação sobre como o trabalho remoto poderia representar desafios para a construção da comunidade e mobilidade ascendente para a equipe. A IBM tem mais de 345.000 funcionários em 175 países.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Sete de doze ações de ‘tech’ valem menos que no IPO; Quem são as ‘stonks’ brasileiras?

Petróleo despenca para menor valor desde maio após Fed expressar intenção de encerrar estímulos

Eurasia rebaixa para negativa perspectiva de longo prazo do Brasil