Internacional

Suspeito de ameaça de bomba perto do Capitólio se rende à polícia

A Polícia do Capitólio disse que nenhum dispositivo explosivo foi encontrado, “mas possíveis materiais para a fabricação de bombas foram coletados do carro”

Chefe da polícia local diz que ainda tentam identificar o motivo da ameaça
Por Billy House
19 de Agosto, 2021 | 08:01 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Um homem que alegou ter explosivos em seu carro perto do Capitólio dos Estados Unidos se rendeu à polícia nesta quinta-feira (19) após um impasse de horas, disseram as autoridades.

O chefe de polícia do Capitólio, Thomas Manger, disse que o homem, identificado como Floyd Ray Roseberry, 49 anos, da Carolina do Norte, desistiu sem incidentes.

A caminhonete que ele havia estacionado na calçada perto da Biblioteca do Congresso foi revistada. A Polícia do Capitólio disse que nenhum dispositivo explosivo foi encontrado, “mas possíveis materiais para a fabricação de bombas foram coletados do carro”.

Manger disse que as autoridades ainda estão tentando identificar o motivo da ameaça, e que não há indicação de que mais alguém estivesse envolvido.

PUBLICIDADE

Veja mais: EUA tentam convencer indeciso a tomar dose de reforço da vacina

A maioria dos parlamentares não está em Washington porque o Congresso está em recesso, mas muitos membros da equipe e outros funcionários estão trabalhando no complexo do Capitólio. Alguns escritórios próximos foram evacuados.

Oficiais de segurança no Capitólio, bem como agências federais e departamentos de polícia da área de Washington estão em alerta elevado por causa da aproximação do aniversário dos ataques terroristas de 11 de setembro, além de teorias de conspiração que circulam na Internet relacionadas ao ex-presidente Donald Trump com falsas alegações sobre a eleição presidencial de 2020.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Bolsa e dólar sobem com tensão no exterior e incertezas fiscais em Brasília

Facebook é alvo de novo caso antitruste nos EUA

ADM e Marathon Petroleum criam joint venture para produzir diesel à base de soja