PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Alliar Medicina Diagnóstica fecha com a maior alta do dia após Rede D’Or anunciar oferta para compra de 15% das ações

Ao ofertar um prêmio de 21,8% pelos papéis, Rede D’Or provocou corrida às ações da companhia mineira diante de um negócio que acelera sua entrada no segmento de diagnósticos

OPA da Rede D'Or São Luiz para comprar 15% das ações da Alliar levou a cotação do papel a registrar a maior alta do dia na Bolsa
16 de Agosto, 2021 | 05:30 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — A companhia mineira Centro de Imagem Diagnósticos, criada em 2010 e que opera sob a marca Alliar Medicina Diagnóstica, viu nesta segunda-feira (16) sua ação ordinária (AALR3) disparar até 20,76%, cravando uma nova cotação máxima em 30 dias (R$ 11,40). O motivo de liderar a lista de altas da B3 foi o anúncio feito pela Rede D’Or São Luiz de uma oferta pública voluntária de aquisição de ações (OPA) da Alliar, oferecendo um prêmio de 21,8% sobre o preço de fechamento do papel no último pregão e 12,6% acima do preço de fechamento médio ponderado por volume dos últimos 30 dias.

PUBLICIDADE

“A compra de 15% das ações da Alliar mostra que a Rede D’Or está acelerando sua entrada no segmento de diagnósticos, que está se tornando parte da estratégia de crescimento da Rede D’Or. Notavelmente, isso está ocorrendo agora que o contrato de não concorrência com o Fleury expirou”, comentou a analista Maria Clara Negrão, do Bradesco, em nota.

A analista disse que, em relação à avaliação, ao preço de R$ 11,50/ação (ao preço da OPA), a Alliar está negociando a 8x EV/EBITDA 2022 (em linha com Fleury) e 7x EV/EBITDA 2022 para a Pardini, em linha com seus principais concorrentes.

PUBLICIDADE

“Os 15% da Alliar representam menos de 1% do valor do mercado da Rede D’Or. Sobre o potencial de negócios da Rede D’Or, a empresa deve apresentar cada vez mais o diagnóstico como um importante elo para o desenvolvimento do acompanhamento/monitoramento da saúde do paciente, importante funil para alavancar outros serviços da Rede D’Or. Embora a Alliar tenha foco em um segmento pouco menos premium do que a Rede D’Or, este é o primeiro passo da empresa no segmento, o que deve permitir agregar mais segmentos premium no futuro”, escreveu a analista do Bradesco.

Maria Clara Negrão também vê risco para os principais parceiros diagnósticos da Rede D’Or, “pois, eventualmente, o fluxo de pacientes deve ser redirecionado gradativamente para os próprios laboratórios da Rede D’Or, conforme a rede cresça”.

Na sua avaliação, as fusões e aquisições no segmento de diagnósticos devem acelerar, com a Rede D’Or se tornando um importante player no segmento no longo prazo. A analista reiterou a recomendação de compra para AALR3 com preço-alvo de R$ 82.

O papel fechou nesta segunda-feira (16) em alta de 19,70%, cotado a R$ 11,30.

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.