TSMC manda alerta sobre queda global de chips com previsão de receita menor em 2023

A multinacional taiwanesa - a principal fabricante de chips da Apple e da Nvidia - envia um sinal aos investidores de que a desaceleração global no setor pode persistir, apesar do boom da IA

TSMC manda alerta sobre queda global de chips com previsão de receita menor em 2023
Por Debby Wu
20 de Julho, 2023 | 04:46 AM

Leia esta notícia em

Espanhol

Bloomberg — A Taiwán Semiconductor Manufacturing Co. (TSMC) reduziu sua perspectiva de receita para 2023, enviando um aviso aos investidores de que a queda global de eletrônicos pode persistir por algum tempo, apesar do boom no desenvolvimento de inteligência artificial (IA).

A principal fabricante de chips da Apple Inc. (AAPL) e da Nvidia Corp. (NVDA) está projetando um declínio de 10% nas vendas este ano, em comparação com uma orientação anterior de uma queda de um dígito.

A empresa também projetou vendas de US$ 16,7 bilhões a US$ 17,5 bilhões neste trimestre, fracas em relação às expectativas. E reafirmou que as despesas de capital para 2023 devem estar no limite inferior da previsão anterior de US$ 32 bilhões a US$ 36 bilhões.

A TSMC divulgou sua previsão depois de registrar sua primeira queda de lucro trimestral em quatro anos, ressaltando a extensão da queda global na demanda por smartphones e PCs. O lucro líquido caiu 23%, para 181,8 bilhões de dólares taiwaneses (US$ 5,85 bilhões).

PUBLICIDADE

Na quinta-feira, seus executivos também anunciaram que estavam adiando até 2025 o início planejado da produção em sua nova fábrica no Arizona, em parte devido à escassez de trabalhadores qualificados.

Ainda assim, a queda foi menor do que se temia. A empresa é vista como uma das primeiras beneficiárias dos esforços dos EUA e da China para desenvolver plataformas de inteligência artificial.

A fabricante taiwanesa, que produz os chips da Nvidia considerados mais eficazes para o treinamento de IA, como o ChatGPT, subiu 30% este ano, à medida que os investidores procuram maneiras de apostar na tecnologia emergente.

PUBLICIDADE

De forma mais imediata, a fabricante de chips para iPhone está lutando para manter as margens e o crescimento em seus negócios voltados para smartphones e consumidores, que se contraíram junto com a desaceleração econômica global pós-crise. Na semana passada, a TSMC divulgou um declínio de 10% na receita do segundo trimestre, um pouco menos do que se temia.

A Samsung Electronics Co. divulgou este mês sua pior queda de receita trimestral desde pelo menos 2009, alimentando a incerteza sobre quando a queda de um ano na demanda por produtos eletrônicos terminará. As remessas globais de smartphones caíram 11% no período de abril a junho, a sexta queda trimestral consecutiva, de acordo com estimativas da empresa de pesquisa Canalys.

Mas a quantidade de telefones sem vender está diminuindo. E esta semana, a ASML Holding NV revelou que os pedidos aumentaram no segundo trimestre, depois que a demanda por suas máquinas de fabricação de chips aumentou.

“O mercado de smartphones está mostrando os primeiros sinais de recuperação”, diz Le Xuan Chiew, analista da Canalys. “O estoque de smartphones começou a ser liberado, já que os fornecedores de smartphones priorizaram a redução do estoque de modelos mais antigos para abrir espaço para novos lançamentos.”

TSMC se considera un ganador clave en las apuestas de IA | Ha superado a pares como Intel y Samsung desde el lanzamiento de ChatGPTdfd

Os investidores estão apostando que a TSMC se tornará um peso pesado na corrida global para desenvolver a próxima geração de IA. Os chips da Nvidia, um de seus maiores clientes, são essenciais para o ChatGPT, a direção autônoma e uma nova geração de produtos de IA.

A avaliação da empresa norte-americana ultrapassou brevemente US$ 1 trilhão este ano, graças à obsessão de Wall Street com a IA generativa, sustentando as fortunas da TSMC e de outras empresas de eletrônicos que fornecem a infraestrutura necessária para treinar modelos de IA.

Outros investidores - incluindo Warren Buffett - temem que a crescente agressividade chinesa possa comprometer a posição precária de Taiwan e, portanto, as perspectivas da TSMC. Ela continua a manter sua fabricação mais avançada em casa, apesar dos avisos dos EUA de que Pequim pode decidir tentar retomar uma ilha que considera sua.

PUBLICIDADE

Para atenuar as preocupações de seus clientes sobre as incertezas geopolíticas no Estreito de Taiwan, a TSMC diversificou sua área de fabricação nos últimos dois anos. Está investindo US$ 40 bilhões na instalação de duas fábricas no Arizona e na construção de uma fábrica de US$ 8,6 bilhões no Japão com o apoio financeiro do governo. A empresa ainda está negociando com Tóquio os subsídios para uma segunda fábrica, que poderia ser localizada ao lado da atual fábrica de Kumamoto.

O que diz a Bloomberg Intelligence

Apesar de apresentar vendas de US$ 480,8 bilhões no segundo trimestre que superaram o consenso e um rápido aumento nos pedidos de fabricação de chips de inteligência artificial, a trajetória dos lucros da TSMC no segundo semestre do ano pode ser significativamente afetada pela lentidão no setor de smartphones. Após o ajuste para as flutuações da taxa de câmbio, os lucros do segundo trimestre estão bem no ponto médio da faixa de previsão e 10% menores do que no ano anterior. - Charles Shum, analista

--Colaborou Gao Yuan.

Veja mais em Bloomberg.com

China vs. EUA: disputa por chips leva CEOs da Intel e Nvidia a Washington