São Carlos, empresa de Lemann e sócios, vende R$ 865 milhões em imóveis

Empresa é controlada pelas famílias dos bilionários, que são os principais acionistas da AB InBev; ações chegaram a subir 8% na manhã desta quarta-feira

Jorge Paulo Lemann: bilionário e sua família estão no controle de algumas empresas no Brasil e no mundo
Por Daniel Cancel e Vinícius Andrade
20 de Setembro, 2023 | 03:58 PM

Bloomberg — As ações da São Carlos Empreendimentos e Participações (SCAR3) saltaram com a venda de quatro prédios comerciais por R$ 865 milhões para um fundo de investimento imobiliário, a última de uma série de transações da companhia neste ano.

A empresa imobiliária controlada pelas famílias dos bilionários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira anunciou o acordo na terça-feira (19). Os imóveis em São Paulo e no Rio de Janeiro têm, no total, 58.875 metros quadrados de área bruta locável.

O papel disparou até 8% na manhã desta quarta-feira, antes da interrupção das negociações. As ações da empresa, com valor de mercado de R$ 1,6 bilhão, têm se recuperado desde a mínima de 14 anos atingida no início de março.

A venda se soma a outros desinvestimentos em um momento delicado para os três empresários, com a crise da Americanas (AMER3), que entrou em recuperação judicial em janeiro depois da revelação de um rombo da ordem de R$ 20 bilhões - o que a levou a uma dívida acima de R$ 42 bilhões.

PUBLICIDADE

A transação é um divisor de águas para a São Carlos devido ao preço atraente e deve permitir à empresa reduzir ainda mais sua dívida, disseram em nota os analistas Elvis Credendio e Gustavo Cambauva, do BTG Pactual.

Após a venda, o portfólio da São Carlos ainda inclui 95 imóveis com valor de mercado estimado em R$ 4 bilhões. A empresa encerrou o segundo trimestre com uma dívida líquida de R$ 1,3 bilhão, ante R$ 1,8 bilhão um ano antes.

A São Carlos foi fundada em 1989 como uma unidade da Americanas e foi cindida em oferta pública inicial em 1999. As duas empresas atualmente não têm relacionamento direto além das famílias controladoras.

PUBLICIDADE

Com quase 55% de participação, os cônjuges e filhos de Lemann, Telles e Sicupira figuram como os principais acionistas, segundo documentos regulatórios. Vários membros das famílias fazem parte do conselho.

Lemann, Telles e Sicupira, que cofundaram a 3G Capital e orquestraram acordos globais de fusões e aquisições, juntos têm fortunas de US$ 39,3 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index. Entre as empresas que controlam estão a AB InBev e a Kraft Heinz, entre outras.

- Com a colaboração de Leda Alvim.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Kraft Heinz, de Buffett, Lemann e sócios do 3G, faz troca de comando

Casa de Negócios: Kim Farrell conta por que o país é prioritário para o TikTok

©2023 Bloomberg L.P.